Diciona

Depósito Recursal Recolhimento A Menor Deserção Verificado Que

Jurisprudência - Direito do Trabalho

DEPÓSITO RECURSAL. RECOLHIMENTO A MENOR. DESERÇÃO. Verificado que o valor do depósito recursal foi efetuado aquém do estipulado pelo Ato GP nº 251/07 do TST, publicado no DJU em 19/07/2007, com vigência a partir de 01/08/07, considera-se deserto o apelo. Nego provimento. (TRT23. AI - 00648.2007.008.23.01-9. Publicado em: 14/04/08. 2ª Turma. Relator: DESEMBARGADORA LEILA CALVO)

EMBARGOS DE DECLARAÇÃO. REANÁLISE DE MATÉRIA DE MÉRITO. IMPOSSIBILIDADE. Como é cediço, o recurso de embargos de declaração não se presta à reanálise de argumentos, provas e decisão judicial tomada nos autos, mas tão-somente se presta sanar contradições, omissões e obscuridades encontradas no corpo do decisum. Pretender, através de embargos de declaração, que a Corte revisora reforme o acórdão, sob o argumento de que há necessidade de prequestionamento, é se utilizar de remédio processual inadequado para tal fim devendo, tais embargos, serem rejeitados. (TRT23. EDAP - 00395.2007.081.23.00-4. Publicado em: 25/04/08. 2ª Turma. Relator: DESEMBARGADOR OSMAIR COUTO)

PACTO LABORAL NULO. EFEITOS. A contratação, sem a realização de concurso público de provas ou de provas e títulos, pela entidade da Administração Pública Direta ou Indireta, após promulgada a atual Magna Carta, excepcionando-se as hipóteses nela previstas, é nula de pleno direito, cujo efeito é o de atrair, tão só, o pagamento de salário estritamente considerado, horas extras e o recolhimento dos depósitos do FGTS, conforme entendimento cristalizado na Súmula n. 363 do colendo TST. (TRT23. RO - 00428.2007.041.23.00-7. Publicado em: 27/05/08. 1ª Turma. Relator: DESEMBARGADOR ROBERTO BENATAR)

MOTORISTA – TRABALHO EXTERNO – HORAS EXTRAS – Ao trabalhador que exerce funções com serviço externo subordinado a controle de horário são aplicáveis as normas previstas no capítulo II do título II da CLT. (TRT 12ª R. – RO-V . 8468/2001 – (01526/2002) – Florianópolis – 3ª T. – Relª Juíza Ione Ramos – J. 25.01.2002)

Recurso ordinário. 1. Horas extras. Trajeto entre a portaria e o local de trabalho. O tempo despendido entre a portaria e o setor de trabalho deve ser remunerado, pois no interregno o empregado já se encontra à disposição do empregador. Aplicável, por analogia, a OJ-98/SDI-1/TST. 2. - Horas extras. Minutos antes e depois. Com respaldo na Súmula 366-TST, devem ser remunerados como extraordinários os minutos residuais, anteriores ou posteriores à jornada normal. Recurso a que se dá provimento. (TRT/SP - 01150200246302005 - RO - Ac. 4aT 20090569967 - Rel. Wilma Nogueira de Araújo Vaz da Silva - DOE 07/08/2009)

DOS DOMINGOS E FERIADOS TRABALHADOS – PAGAMENTO EM DOBRO – Conforme expressa a cláusula 1ª, da Convenção Coletiva 1999/200, tanto o trabalho realizado aos domingos, quanto em dia de feriado, deve, em princípio, ser compensado com folga de 24 horas consecutivas. Todavia, somente o labor em dia de feriado, e não compensado, deve ser remunerado em dobro. A perita do juízo foi clara em informar que para os dias de feriado em que o Reclamante trabalhou, e que tais dias não foram compensados, foi pago o RSR correspondente. (grifamos). Quanto aos domingos, as normas coletivas prevêem, unicamente, sejam eles compensados com folgas de 24 horas consecutivas, não dispondo sobre pagamento em dobro daquele dia. Conforme demonstrativo de fls. 366/394, observa-se que diversas foram as folgas semanais concedidas pela reclamada, ao longo do período imprescrito, não tendo demonstrado o autor, ter sido vilipendiado em seu direito, ônus que lhe competia, a teor do inciso I, do artigo 333, do CPC. (TRT 17ª R. – RO 1415/2001 – (258/2002) – Relª Juíza Maria de Lourdes Vanderlei e Souza – DOES 15.01.2002)

EMBARGOS DE DECLARAÇÃO – ACOLHIMENTO – Acolhe-se a oposição de embargos declaratórios a fim de sanar omissão apontada, nos termos do art. 897A da CLT combinado com o art. 535 do CPC. (TRT 12ª R. – ED . 3960/2001 – (02600/2002) – Florianópolis – 1ª T. – Relª Juíza Lourdes Dreyer – J. 12.03.2002)






Todos os direitos reservados

Proibida a reprodução total ou parcial sem autorização

Política de Privacidade | Editorial | Contato