Ferramenta de Busca
Capa | Modelos de Petições | Modelos de Contratos | Doutrinas | Jurisprudências | Sentenças | Dicionários | Loja Virtual
Receptação Culposa
Direito Penal


RECEPTACAO DOLOSA. CRIME UNICO. CONFIGURACAO. Receptação: Art. 180, "caput", do Código Penal. Rejeição das preliminares: Inexistência de violação aos princípios do contraditório e da ampla defesa: o réu defende-se dos fatos descritos na denúncia e não da sua capitulação. Inocorrência de cerceamento de defesa e do direito da ré de escolher seu patrono. Materialidade e autoria incontestes. Prisão em flagrante. Aquisição de mercadorias de procedência duvidosa, sem nota fiscal. Teses defensivas de ausência de dolo ou da ocorrência de receptação culposa improsperáveis. A prévia ciência da origem ilícita da coisa deve ser verificada de acordo com as circunstâncias dos autos. "(...) no exame do delito de receptação, a prova da ciência da origem delituosa da coisa pode extrair-se da própria conduta do agente e dos fatos circunstanciais que envolvem a infração, o mesmo ocorrendo com relação à ciência da ilicitude, necessária para distinguir o modo doloso do simplesmente culposo, podendo tal exame ser inferido da exterioridade do fato, pois, ao contrário, nunca se lograria punir alguém de forma dolosa, salvo quando confessado o respectivo comportamento (...)". TJ/RJ, Apelação Criminal n. 2004.050.01706, Terceira Câmara Criminal, Rel. Des. Marcus Basílio, Unânime, julgado em 05/04/2005. Dolo demonstrado pela diversidade de versões apresentadas pela apelante, formada em direito, casada com advogado criminalista. Hipótese de crime único: "A receptação de várias coisas, provenientes de um só ou de vários crimes, realizada num só contexto de ação, é crime naturalmente único; mas, se várias as coisas, embora procedentes de um crime, são receptadas mediante ações separadas no tempo, dá-se receptação continuada", "in" Nelson Hungria, Comentários ao Código Penal. Provimento parcial do recurso. Prescrição. (TJRJ. AC - 2005.050.02062. JULGADO EM 10/10/2006. QUINTA CAMARA CRIMINAL - Unanime. RELATORA: DESEMBARGADORA MARIA CHRISTINA GOES)





Páginas de resultados: 1


Jurisprudências relacionadas
Confira outras jurisprudências relacionados
Recurso de Habeas Corpus
Auto de Flagrante
Denúncia de Furto
Liberdade Provisória para Estrangeiro
Recurso em Sentido Estrito
Crime de Sonegação
Furto em Supermercado
Furto de Cabos
Crime de Dano
Roubo de Carga
Crime Formal
Lei Maria da Penha
Crime de Desobediência
Crime Comum
Apropriação Indébita
Confissão Extrajudicial
Furto no Trabalho

Outras jurisprudências
Jurisprudências diversas de nosso repertório
Ação Cautelar de Arresto
Despedida Discriminatória
Extravio de Bagagem
Estabilidade no Emprego
Arguição de Prescrição
Elementos Configuradores do Vínculo Empregatício
Responsabilidade Subjetiva
Treinamento da Cipa
Litigância de Má-Fé
Acordo em Dissolução de União Estável
Fumus Boni Juris
Intervalo Intrajornada Suprimido
Vínculo
Exceção à Impenhorabilidade
Contrato de Mútuo
Presunção de Legitimidade
Reintegração no Emprego por Despedida Discriminatória
Conteúdo Completo
Todo o acervo do site em seções
Modelos de petições
Modelos de contratos
Recursos de Multas
Textos doutrinários
Sentenças e acórdãos
Matérias publicadas
Expressões em latim
Dicionário jurídico
Jurisprudências
Súmulas


Central Jurídica
Todos os direitos reservados
Proibida a reprodução total ou parcial sem autorização