Ferramenta de Busca
Capa | Modelos de Petições | Modelos de Contratos | Doutrinas | Jurisprudências | Sentenças | Dicionários | Loja Virtual
Insalubridade e Aposentadoria
Direito do Trabalho


HORAS EXTRAS – INTERVALO INTRAJORNADA – A reclamada, ao sustentar que os obreiros gozavam integralmente do intervalo intrajornada, alegou fato impeditivo do direito dos autores, atraindo para si o ônus da prova. 2. Adicional de insalubridade. Diante da não-neutralização dos agentes insalutíferos constatados, devido é o adicional de insalubridade. 3. Adicional de insalubridade. Base de cálculo. A exemplo dos demais adicionais que remuneram o trabalho em condição adversa, o adicional de insalubridade incide sobre a remuneração (inciso XXIII, do art. 7º, da CF/88). Não há razão lógica ou jurídica para dar tratamento diverso a situações semelhantes. Revogado, pois, o artigo 192, da CLT, não prevalecendo a orientação jurisprudencial contida no En. 228, do TST. 4. Adicional de horas extras sobre as horas compensadas. Se as horas extras prestadas pelos reclamantes foram compensadas, e essa compensação estava autorizada nos acordos coletivos, não há falar em direito de adicional de horas extras. 5. Horas extras. Intervalo intrajornada. Majoração. Se o intervalo de que trata o artigo 71, da CLT, é de uma hora, e, se os obreiros só aproveitavam 30 minutos do intervalo, devidos são os 30 minutos restantes. Quanto ao número de dias em que os obreiros gozaram integralmente o intervalo, deve haver a consideração da média, e não a consideração do maior número alegado. 6. Verbas deferidas na aposentadoria. Reflexos. Indevidos os reflexos das verbas deferidas na aposentadoria, uma vez que o reclamantes se limitaram ao campo das alegações, deixando de provar o eventual prejuízo, para que se pudesse averiguar a forma do cálculo da complementação da aposentadoria e sua relação com o valor da respectiva remuneração. 7. Descontos fiscais e previdenciários. É de responsabilidade da reclamada, por força do artigo 159, do CCB, tudo o que ultrapassar os limites da retenção do imposto de renda que deveria ter sido realizada mês a mês, enquanto os descontos previdenciários devem ser feitos pelo valor histórico, na forma do artigo 276, § 4º, do Decreto n.º 3.048/99. (TRT 17ª R. – RO 2943/2000 – (941/2002) – Relª Juíza Maria Francisca dos Santos Lacerda – DOES 04.02.2002)





Páginas de resultados: 1


Jurisprudências relacionadas
Confira outras jurisprudências relacionados
Dissídio Coletivo
Salário da Empregada Doméstica
Diferenças de Seguro Desemprego
Gratificação de Safra
Horas Extras Habituais
Súmula 331 do TST
Responsabilidade Civil e Nexo Causal
Execução Provisória - Penhora de Dinheiro
Carta de Preposição
Saque do FGTS
Coisa Julgada e Acordo Judicial Homologado
Artigo 253 da CLT
Desconto Salarial
Justa Causa por Falta Grave
Competência da Justiça do Trabalho em Razão da Matéria
Férias em Dobro
Estabilidade no Empregado Público

Outras jurisprudências
Jurisprudências diversas de nosso repertório
Agravo de Instrumento
Prazo para o Inventário
Contrato Particular
Prova Testemunhal na Aposentadoria Rural
Penhora On Line em Contas Bancárias e Aplicações Financeiras
Ação de Arbitramento de Honorários Advocatícios
Roubo de Senha
Indenização - Prescrição Quinquenal
Contrato de Fornecimento
Ação de Cobrança de Despesas Hospitalares
Ação Declaratória de Inexistência de Débito
Substituição da Pena Reclusiva
Contrato de Transporte
Roubo de Documentos
Benefício e Aposentadoria
Apelação
Agravo Regimental
Conteúdo Completo
Todo o acervo do site em seções
Modelos de petições
Modelos de contratos
Recursos de Multas
Textos doutrinários
Sentenças e acórdãos
Matérias publicadas
Expressões em latim
Dicionário jurídico
Jurisprudências
Súmulas


Central Jurídica
Todos os direitos reservados
Proibida a reprodução total ou parcial sem autorização