Capa  |  Concursos  |  Doutrinas  |  Matérias  |  Jurisprudências  |  Modelos  |  Sentenças  |  Dicionários  |  Livraria  |  Loja Virtual
 Navegação
  Capa
  Mapa do site
  Livraria Jurídica
  Loja Virtual
 Bases Jurídicas
  Jurisprudências
  Súmulas
 Modelos
  Petições
  Contratos
  Recursos de Multas
 Doutrinas
  Cíveis
  Criminais
  Trabalhistas
 Matérias
  Notícias
  Julgados
 Sentenças
  Cíveis
  Criminais
  Trabalhistas
 Dicionários
  Termos jurídicos
  Expressões em Latim
 Especiais
  Advocacia de Sucesso
  Concursos Públicos
 Gerência
  Editorial
  Privacidade
  Fale conosco
  Parceiros
 Busca


 Matéria > Notícias > Direito Penal
Links Patrocinados e Conteúdo relacionado
Negada cela especial a advogada condenada por envolvimento em seqüestro
Deputado propõe plebiscito sobre interrupção de gravidez
Deputado defende porte de arma para defensores públicos
Homem de 82 anos condenado por crime de atentado violento ao pudor
Aprovado em comissão sigilo para quem denunciar corrupção
Receita desmonta quadrilha que fraudava o Imposto de Renda
Aspectos jurídicos sobre o aborto e fetos anencéfalos
Taxas para porte de arma poderão ser reduzidas
Notícias - Direito Penal    Sexta-feira, 2 de Setembtro de 2005
A Comissão de Segurança Pública aprovou o Projeto de Lei 5359/05, do deputado Capitão Wayne (PSDB-GO), que altera o Estatuto do Desarmamento (Lei 10826/03) para reduzir os valores das taxas cobradas pela concessão e renovação de porte de armas. O objetivo é tornar o porte acessível à população de baixa renda.

A relatora, deputada Zulaiê Cobra (PSDB-SP), recomendou a rejeição da matéria por acreditar que o projeto contraria o estatuto. Mas a comissão derrubou o voto de Zulaiê e indicou o deputado Coronel Alves (PL-AP) para elaborar outro parecer, favorável à aprovação do texto.

O novo relator mudou o projeto para vincular o valor das taxas à Unidade Fiscal de Referência (Ufir), e não ao salário mínimo, como previa a proposta original. A alteração foi feita porque, segundo Alves, a Constituição proíbe qualquer vinculação de preços e taxas ao salário mínimo.

De acordo com o texto aprovado, a taxa para expedição de porte de arma de fogo será reduzida de R$ 1 mil para 200 Ufirs, equivalentes a cerca de R$ 320 (uma Ufir vale R$ 1,6049). Já a taxa de renovação de porte ou expedição de segunda via cairá de R$ 1 mil para 100 Ufirs, cerca de R$ 160.

O projeto, que tramita em caráter conclusivo, seguirá para exame das comissões de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.
Clique aqui para ser direcionado à fonte
Links Patrocionados

Matérias relacionadas
Renovação de registro de arma pode dispensar documentos
Proibição de armas de brinquedo pode ser ampliada
Projeto de estatuto proíbe todas as formas de aborto
Pena de detenção para violência familiar pode aumentar
Juiz suspende liberdade condicional de viciado
Juiz condena dupla que tentou aplicar o golpe do ´achadinho`
Idade mínima para porte de armas pode ser reduzida de 25 para 21 anos
Discriminar portador de HIV poderá causar prisão
Clique aqui para ver todas as matérias relacionadas

Veja notícias e julgados de uma matéria específica
AdvocaciaDireito do ConsumidorDireito do TrabalhoDireito CivilDireito de FamíliaDano MoralDireito PenalDireito Processual TrabalhistaDireito Processual CivilDireito Processual PenalDireito ConstitucionalDireito do TrânsitoDireito TributárioDireito InternacionalDireito EleitoralDireito AdministrativoDireito PrevidenciárioDireito ComercialDireito AmbientalDireito MédicoDireito MilitarDiversos

Modelos de Petições - Modelos de Contratos - Recursos de Multas de Trânsito
Jurisprudências Selecionadas - Jurisprudências
© Copyright Central Jurídica - 2004/2008.
Todos os direitos reservados.
Tabela cjn_cache atualizada com sucesso!