Capa  |  Concursos  |  Doutrinas  |  Matérias  |  Jurisprudências  |  Modelos  |  Sentenças  |  Dicionários  |  Livraria  |  Loja Virtual
 Navegação
  Capa
  Mapa do site
  Livraria Jurídica
  Loja Virtual
 Bases Jurídicas
  Jurisprudências
  Súmulas
 Modelos
  Petições
  Contratos
  Recursos de Multas
 Doutrinas
  Cíveis
  Criminais
  Trabalhistas
 Matérias
  Notícias
  Julgados
 Sentenças
  Cíveis
  Criminais
  Trabalhistas
 Dicionários
  Termos jurídicos
  Expressões em Latim
 Especiais
  Advocacia de Sucesso
  Concursos Públicos
 Gerência
  Editorial
  Privacidade
  Fale conosco
  Parceiros
 Busca


 Matéria > Julgados > Direito do Consumidor
Links Patrocinados e Conteúdo relacionado
Medidor de consumo pode ser obrigatório em telefone
Escolas particulares podem ter regras mais rígidas para cobranças
Embalagem de produto com álcool pode ter aviso
Texto proíbe cobrança de tarifas de consumo mínimo
Bancos são obrigados a manter cadeiras de rodas para idosos no Rio
Samsung indenizará cliente por demora no concerto de celular
Banco condenado a pagar indenização a agricultor por nome na Serasa
Banco indeniza cliente por devolver cheque com fundos
Julgados - Direito do Consumidor    Terça-feira, 29 de Novembro de 2005
Uma instituição bancária terá que indenizar um cliente, por danos morais, no valor de R$3.000,00. Isso porque a instituição devolveu um cheque de R$16,00 do cliente, quando havia crédito de R$500,00 em conta corrente, relativo a um contrato de cheque especial. A decisão foi da 17ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Minas Gerais.

O cliente, de Muriaé, interior de Minas, ajuizou a ação, pleiteando indenização por danos morais, alegando que o banco reduziu unilateralmente o crédito. O banco argumentou que o cliente sabia desta redução e, mesmo assim, emitiu o cheque, mas não comprovou suas afirmações no processo.

A turma julgadora, formada pelos desembargadores Márcia De Paoli Balbino (relatora), Lucas Pereira e Eduardo Mariné da Cunha, entendeu que a conduta do banco foi ilícita. A decisão considerou que a devolução de um cheque emitido dentro do limite de crédito disponibilizado e contratado ao usuário enseja dano moral indenizável.

A relatora destacou em seu voto que a atitude do banco “ofende a dignidade do cidadão que esperava poder confiar na instituição financeira com que contratou, tendo seu crédito cortado pelo próprio banco sem nenhuma justificativa, ficando o cliente em apuros com suas apertadas finanças”.
Clique aqui para ser direcionado à fonte
Links Patrocionados

Matérias relacionadas
Montadora indeniza consumidores por defeito de fabricação em camioneta
Plano de saúde é condenado a pagar tratamento de câncer
Fiat deve indenizar por incêndio em automóvel
Negada liminar para excluir nomes de cadastros de proteção ao crédito
Embalagens poderão conter fotos de crianças desaparecidas
Ônibus podem ser obrigados a ter cintos para idosos e gestantes
Assinatura básica da telefonia fixa pode dar direito à consumação mínima
Banco deve assumir pelo uso de cheques extraviados
Clique aqui para ver todas as matérias relacionadas

Veja notícias e julgados de uma matéria específica
AdvocaciaDireito do ConsumidorDireito do TrabalhoDireito CivilDireito de FamíliaDano MoralDireito PenalDireito Processual TrabalhistaDireito Processual CivilDireito Processual PenalDireito ConstitucionalDireito do TrânsitoDireito TributárioDireito InternacionalDireito EleitoralDireito AdministrativoDireito PrevidenciárioDireito ComercialDireito AmbientalDireito MédicoDireito MilitarDiversos

Modelos de Petições - Modelos de Contratos - Recursos de Multas de Trânsito
Jurisprudências Selecionadas - Jurisprudências
© Copyright Central Jurídica - 2004/2008.
Todos os direitos reservados.
Tabela cjn_cache atualizada com sucesso!