Capa  |  Concursos  |  Doutrinas  |  Matérias  |  Jurisprudências  |  Modelos  |  Sentenças  |  Dicionários  |  Livraria  |  Loja Virtual
 Navegação
  Capa
  Mapa do site
  Livraria Jurídica
  Loja Virtual
 Bases Jurídicas
  Jurisprudências
  Súmulas
 Modelos
  Petições
  Contratos
  Recursos de Multas
 Doutrinas
  Cíveis
  Criminais
  Trabalhistas
 Matérias
  Notícias
  Julgados
 Sentenças
  Cíveis
  Criminais
  Trabalhistas
 Dicionários
  Termos jurídicos
  Expressões em Latim
 Especiais
  Advocacia de Sucesso
  Concursos Públicos
 Gerência
  Editorial
  Privacidade
  Fale conosco
  Parceiros
 Busca


 Matéria > Julgados > Dano Moral
Links Patrocinados e Conteúdo relacionado
Empresa de ônibus indeniza passageira assaltada
Casa de Saúde condenada a indenizar família de paciente morta por agressão
Mantida indenização a mãe de vítima de roleta russa
Mantida indenização de empresa de transportes a vítima de acidente
Reportagens levam empresa jornalística a indenizar detetive
Estado do Rio de Janeiro deve indenizar família de Policial Militar
Atingido por suporte de ar-condicionado ganha indenização por dano moral
Município é condenado por violação de jazigo
Julgados - Dano Moral    Quinta-feira, 1 de Dezembro de 2005
A Sétima Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Minas Gerais condenou o município de Patos de Minas a indenizar E.M.B.A. pela violação do jazigo no Cemitério Público Municipal onde estava sepultado seu filho. O valor da indenização por danos morais foi fixado em 50 salários mínimos. O município ainda terá que ressarcir à vítima de todos os valores gastos para a obtenção da autorização para a construção do jazigo perpétuo.

E.M.B.A. alegou que, em 1995, conseguiu licença para construir um carneiro perpétuo no local onde o corpo do seu filho estava enterrado desde 1962. Para a sua surpresa, durante visita ao local da sepultura, percebeu que o túmulo havia sido aberto, causando o desaparecimento dos restos mortais.

O município sustentou em sua defesa que os restos mortais do filho da vítima encontram-se no mesmo local onde foi sepultado. Alegou ainda que se passaram mais de cinco anos entre o fato e o pedido de indenização ocorrido em 2001, o que levaria à prescrição do direito de ação.

No entendimento do relator do processo, desembargador Pinheiro Lago, o prazo não prescreveu, pois a autora notificou judicialmente o município de Patos de Minas em 1999.

Segundo o desembargador, a violação de jazigo em cemitério administrado pelo Poder Público Municipal é motivo de indenização aos familiares por danos morais. “O município é responsável por zelar pela sepultura e, nesse caso, a violação resultou no desaparecimento dos restos mortais do filho da autora”, sintetizou.

Pinheiro Lago reconheceu que o fato trouxe imensos dissabores à E.M.B.A . “A prática de enterrar e cultuar os mortos é um dos alicerces mais antigos e consolidados de nossa cultura. O sentimento de respeito e veneração aos mortos é extremamente arraigado na cultura dos povos cristãos”, resumiu o desembargador.
Clique aqui para ser direcionado à fonte
Links Patrocionados

Matérias relacionadas
Choque emocional causado por recall não configura dano moral
Supermercado indeniza cliente acusado de furto de sabonetes
Promotor de justiça é condenado a indenizar Desembargador
Protesto indevido e inscrição no Serasa gera indenização de R$ 10 mil
Mantida indenização a mãe de vítima de roleta russa
Abordagem constrangedora em supermercado gera dano moral
Banco Meridional consegue reduzir indenização por dano moral
Constrangimento em supermercado gera indenização
Clique aqui para ver todas as matérias relacionadas

Veja notícias e julgados de uma matéria específica
AdvocaciaDireito do ConsumidorDireito do TrabalhoDireito CivilDireito de FamíliaDano MoralDireito PenalDireito Processual TrabalhistaDireito Processual CivilDireito Processual PenalDireito ConstitucionalDireito do TrânsitoDireito TributárioDireito InternacionalDireito EleitoralDireito AdministrativoDireito PrevidenciárioDireito ComercialDireito AmbientalDireito MédicoDireito MilitarDiversos

Modelos de Petições - Modelos de Contratos - Recursos de Multas de Trânsito
Jurisprudências Selecionadas - Jurisprudências
© Copyright Central Jurídica - 2004/2008.
Todos os direitos reservados.
Tabela cjn_cache atualizada com sucesso!