Ferramenta de Busca
Capa | Modelos de Petições | Modelos de Contratos | Doutrinas | Jurisprudências | Sentenças | Dicionários | Loja Virtual
Pedido de Liberdade Provisória - Descaracterização de Crime Hediondo
Petições - Peças Criminais - Sustentando não ser o delito enumerado na lei de crimes hediondos, pleiteia seu direito à liberdade provisória, possuindo residência fixa e renda própria.


EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOT JUIZ DE DIREITO ....ª VARA CRIMINAL DA COMARCA ....



.......................................... já devidamente qualificado nos autos da Ação Penal que trata por este r. Juízo sob n° .... vem, respeitosamente, à presença de V. Exa., através de seu advogado que esta subscreve, reiterar seu pedido de

LIBERDADE PROVISÓRIA,

pelos motivos que a seguir passa a expor:


01. O peticionário já havia postulado anteriormente pelo relaxamento de sua prisão, sob os consistentes argumentos de que é portador de bons antecedentes criminais, primário, chefe de família, possuindo dois filhos, residência fixa e meios de sustento próprio, através de uma metalúrgica que lhe proporciona um padrão de vida condigno, não necessitando, por estes motivos, de quaisquer meios ilícitos para auferir rendas.

02. O petitório daquela oportunidade foi negado pelo MM. Juiz, acatando o parecer do ilustre representante do Ministério Público o qual fundava-se na Lei 8.072/90 - Lei dos Crimes Hediondos, por se tratar a imputação que ora lhe é feita de tráfego de substância entorpecente.

03. Ocorre que na ocasião pouco ou nada se sabia a respeito do réu, uma vez que ainda não havia sido interrogado em juízo. Suprido o interrogatório, V. Exa. passou a conhecer a pessoa de Réu; como se viu, trata-se de pessoa tranqüila, de boa apresentação e que tudo respondeu durante a perquirição, procurando elucidar os fatos e narra-lhes tal como ocorreram, demonstrando que a substância apreendida destinava-se ao consumo próprio, o que, tristemente, só causaria prejuízo a ele próprio.

04. Além do mais, data venia do Ministério Público, a dita Lei dos Crimes Hediondos não se presa à este caso. Matéria amplamente discutida quer pela doutrina, quer na esfera jurisprudencial, dada sua falta de conteúdo e incorrendo na inconstitucionalidade, ou nas palavras de Damásio E. de Jesus (Livro de Estudos Jurídicos 1, IEJ, 1991, p. 28), verbais:

"A Lei 8.072, inovando em matéria penal e processual, não procurou amoldar-se ao sistema legislativo criminal brasileiro, como que inexistisse, apresentando contradições, erros e imperfeições técnicas e de conteúdo, trazendo grande inquietação, espanto e perplexidade aos estudiosos dessa matéria, tal o número de confusões e dúvidas."

Com efeito, a referida Lei é claramente inconstitucional face o disposto pelo inciso LXVI do artigo 5° da Constituição Federal que consagra o direito/garantia individual da liberdade Provisória. Tal garantia de liberdade provisória é aplicável também às infrações inafiançáveis. Consoante correta interpretação de Vicente Greca Filho, "a liberdade provisória sem fiança , conforme prevista no Código de Processo Penal aplica-se a qualquer infração penal, inclusive aos inafiançaveis. Se o constituinte proibiu a fiança é porque deseja, em relação a essas infrações, maior rigor na repressão e, em princípio, estaria proibindo qualquer liberdade provisória. Todavia, o próprio constituinte, em outro inciso, faz a distribuição entre liberdade provisória com ou sem fiança (inc. LXVI), de modo que, se desejasse abranger as duas hipóteses com a proibição, teria a elas se referido expressamente."

05. Mas a inconstitucionalidade da Lei igualmente se apresenta sob outras formas, quer por violação do Princípio do Estado Democrático de Direito (art. 1° da Constituição), quer por violação do princípio de presunção de inocência. Daí, e ainda por força do § 2° do art. 5°, deriva o princípio constitucional da proibição de excesso, cujo conteúdo essencial deve enteder-se como referido não ao direito, mas ao preceito constitucional, sendo que mesmo admitindo-se a anulação do direito subjetivo de certo indivíduo em determinadas circunstâncias, nunca esta restrição poderá ser absoluta, ou seja, a Lei Ordinária pode não admitir a liberdade provisória quando confrontada com o caso concreto, não pode, porém, vedá-la em caráter genérico. Já quanto a presunção de inocência, a inconstitucionalidade se dá quando a norma confere à prisão preventiva funções de defesa social, com fins de exemplaridade, pois estaria, na prática, transferindo o efeito intimatório e repreensivo da pena para a prisão preventiva, o que é absurdo.

06. Amplo é o repertório jurisprudencial no que concerne às inconstitucionalidade. Conforme jurisprudência:

"Lei 8.072/90 - Crimes hediondos, prática de tortura, tráfego ilícito de entorpecentes e terrorismo - Insuscetibilidade de indulto e liberdade provisória, pela presumida periculosidade dos agentes, prevista no art. 2°, I e II, "in fine" - Vedação insubsistente, por contrariar os incs. XLII, LXVI, LIV, LV e LVII do art. 5° da cf (respectivamente: proibição apenas da graça e da anistia; princípio da liberdade provisória; princípio do devido processo legal; princípio do contraditório e da ampla defesa; princípio da presunção de inocência) - Declarações de votos." (RT 671/323)

07. Em face de todo o exposto, após ouvido o ilustre Sr. Promotor de Justiça, requer-se se digne Vossa Excelência conceder ao peticionário o benefício da Liberdade Provisória a que tem direito, expedindo-se, para tanto, o competente alvará de soltura.

Termos em que,

Pede deferimento.

...., .... de .... de ....

..................
Advogado




Modelos relacionados
Confira outros modelos relacionados
Pedido de Abertura de Inquérito Policial - Crime de Injúria
Contra-Razões de Recurso Criminal - Absolvição pelo Tribunal do Júri
Queixa-Crime por Infração à Lei de Impressa com Injúria e Difamação
Apelação Criminal - Acidente de Trânsito com Vítimas
Alegações Finais - Acusado de Crime de Receptação Culposa
Pedido de Nulidade do Auto de Prisão em Flagrante por Inexistência de Representação
Alegações Finais - Excludente de Antijuridicidade e Culpabilidade
Pedido de Liberdade Provisória Vinculada com Fiança
Pedido de Habeas Corpus - Pena seria em Regime Semi-Aberto
Busca e Apreensão Criminal - Reprodução de Invenção Patenteada
Pedido de Habeas Corpus para Trancamento de Ação Penal
Alegações Finais do Réu - Insuficiência de Provas para Condenação
Defesa Prévia - Pedido de Prova Testemunhal
Pedido de Livramento Condicional - Condenado por Furto Qualificado
Pedido de Arbitramento de Fiança - Comerciante com Residência Fixa
Pedido de Nulidade do Auto de Prisão em Flagrante por Vício Processual
Revisão Criminal - Novas Testemunhas e Retratação da Vítima

Outros modelos
Modelos diversos de nosso repertório
Contra Razões à Apelação Interposta Contra Embargos à Execução
Contestação à Reclamatória Trabalhista - Servente de Condomínio
Contestação à Reclamatória Trabalhista - Vendedor
Contestação - Autônomo sem Vínculo Empregatício
Contra-Razões em Recurso Ordinário - Litisconsório Passivo
Ação de Indenização por Perdas e Danos - Banco Compensou Cheque Furtado
Recurso Ordinário - Inexistência de Vínculo Empregatício
Pedido de Curatela
Ação Trabalhista - Turnos Ininterruptos de Revezamento e Horas Extras
Pedido de Auto-Falência - Comerciante em Estado de Insolvência
Contestação à Ação Sumária de Indenização por Acidente de Trânsito
Embargos de Declaração - Acórdão Omisso sobre Horas Extras
Ação de Adjudicação Compulsória - Comprador Pagou o Preço Integral
Reclamatória Trabalhista com Medida Liminar para Reintegrar Dirigente Sindical
Ação Declaratória de Inexigibilidade de Contribuição Previdenciária
Busca e Apreensão de Veículo Alienado Fiduciariamente
Recurso Ordinário - Sobre o Labor Extraordinário Há Acordo de Compensação
Conteúdo Completo
Todo o acervo do site em seções
Modelos de petições
Modelos de contratos
Recursos de Multas
Textos doutrinários
Sentenças e acórdãos
Matérias publicadas
Expressões em latim
Dicionário jurídico
Jurisprudências
Súmulas


Central Jurídica
Todos os direitos reservados
Proibida a reprodução total ou parcial sem autorização