Ferramenta de Busca
Capa | Modelos de Petições | Modelos de Contratos | Doutrinas | Jurisprudências | Sentenças | Dicionários | Loja Virtual
Ação de Indenização por Veículo Furtado em Estacionamento de Supermercado
Petições - Ações Indenizatórias - O veículo foi furtado em estacionamento de supermercado, que tinha responsabilidade pela guarda do mesmo, havendo culpa do réu no evento.


EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA .... ª VARA CÍVEL DA COMARCA DE ....



....................................., (qualificação), residente e domiciliada na Rua .... nº ...., portadora da Carteira de Identidade/RG n.º...., inscrita no CPF/MF sob n.º ...., por intermédio de seu procurador Judicial infra-assinada (instrumento procuratório incluso - doc. ....), vem respeitosamente à presença de Vossa Excelência, com base no artigo 159 do Código Civil Brasileiro e demais disposições pertinentes à espécie, propor a presente:

AÇÃO ORDINÁRIA DE INDENIZAÇÃO POR ATO ILÍCITO

contra ................................, (qualificação), inscrita no CGC/MF sob o n.º...., com endereço na Rua ...., pelas seguintes razões de fato e de direito:


DOS FATOS

A Requerente é proprietária do automóvel ...., ano de fabricação....., cor ...., de placas ...., Chassi n.º ...., de valor estimado em R$ .....

No dia .... (....) de .... do corrente ano, pela manhã, o Sr. ...., pai da Requerente, dirigiu-se ao Supermercado Requerido, como de costume, fazer compras. Lá chegando, estacionou o veículo de propriedade da Requerente em dependência anexa ao Supermercado destinada a este fim, isto é, para uso privativo de seus clientes. Munindo-se dos cuidados indispensáveis, trancou o carro e foi, tranqüilo e despreocupado, às compras, vez que deixara o carro em local seguro, vigiado e de finalidade reservada.

Qual não foi sua surpresa quando ao retornar das compras não mais encontrou o automóvel no local que deixara. Dirigiu-se imediatamente ao funcionário do Supermercado Requerido que, no momento encontrava-se responsável pela segurança do local, inquirindo-o sobre seu veículo. Este lhe respondeu negativamente alegando nada saber sobre o mesmo.

Como o Requerido em momento algum mostrou-se interessado no problema ocorrido em suas dependências, dirigiu-se a Requerente à Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos para comunicar o desaparecimento do seu automóvel.
Todas as providências junto à Polícia Civil foram tomadas, no entanto, até o presente momento não foi recuperado o veículo.


DO DIREITO

Preceitua o artigo 159 do Código Civil o seguinte:

"Aquele que, por ação ou omissão voluntária, negligência, ou imprudência, violar direito, ou causar prejuízo a outrém, fica obrigado a reparar o dano."

Assim, temos que deve ser considerado responsável o Requerido pelo furto do veículo estacionado em sua propriedade em local reservado para esse fim, posto que o fato de ser uma concessão gratuita não o exime do dever de vigilância, vez que assume este ônus em troca da preferência natural da clientela pelas facilidades oferecidas e que resultam em lucro certo para a empresa.

Neste sentido temos:

"Responsabilidade Civil - Estacionamento Gratuito para Veículos em Supermercado - Dever de Vigilância e Guarda - Carro Furtado - Obrigações de Indenizar - Ação Improcedente - Recurso Provido.

A firma proprietária de Supermercado é responsável por furto de automóvel deixado por freguês em estacionamento gratuito que a estes é destinado porque lhe compete arcar com o ônus da vigilância e guarda, conquanto o oferecimento do local tem por escopo captar preferência com intuito lucrativo.

Apelação Cível 814/88 - Maringá - 2a. Cível - Ac. 5899 - Juiz Altair Patittuci - Primeira Câmara Cível - Por maioria - Julg. 06.09.88 - Dado provimento"

Igualmente:

"Responsabilidade Civil - furto de Veículo em Estacionamento de Supermercado - Dever de Vigilância - Inexistência - Responde pelos Prejuízos Causados ao Freguês - Recurso Provido.

O estacionamento é área reservada para tal finalidade, dentro da propriedade imóvel do Supermercado e quando um cliente dele se utiliza, carreando em favor da empresa lucros pelas compras que efetua, tem ela o dever de vigilância sobre o veículo, pois incontestável se encontrar o mesmo em dependência anexa ao Supermercado.

Confessando que não mantém vigilância alguma, confessando que permite o uso indiscriminadamente, confessa sua culpa, porque os clientes ignoram irregular procedimento e quando afluem para as compras, estão certos e convencidos de que o estacionamento é privativo.

Apelação Cível 2083700 - Ctba . 17ª Vara Cível - Ac. 6269 - Des. Silva Wolff - Terceira Câmara Cível - Revisor Des. Luiz Perrotti - Por Maioria - Julg. 30.05.89 - Dado Provimento."


DO REQUERIMENTO

Diante do exposto requer se digne Vossa Excelência:

I - Mandar citar o Requerido na pessoa de seu representante legal, na Rua ...., nesta Capital, para, querendo, responder aos termos da presente Ação Ordinária sob pena de revelia;

II - Propõe-se provar o alegado por todos os meios de provas em direito admitidas, principalmente documental e testemunhal, cujo rol será oportunamente apresentado, e depoimento pessoal do Requerido sob pena de confesso;

III - Finalmente requer-se seja julgado procedente o presente pedido, condenando o Requerido ao pagamento da indenização correspondente ao valor do veículo, devidamente atualizado até o efetivo pagamento, acrescido de juros, custas processuais e honorários advocatícios.

Dá-se à presente causa o valor de R$ ....

Nestes termos,

Pede deferimento.

...., .... de .... de ....

................
Advogado OAB/...




Modelos relacionados
Confira outros modelos relacionados
Ação de Indenização por Perdas e Danos Materiais e Morais Contra Jornal
Contestação à Ação de Reparação Cível - Vazamento de Botijão de Gás
Reparação de Danos por Colisão de Veículo com Estação de Ônibus
Ação de Indenização por Restrição ao Crédito com Título já Pago
Contestação à Ação de Reparação de Danos por Acidente de Trânsito
Ação de Indenização por Acidente de Trabalho Contra o INSS
Ação de Indenização - O Autor foi Atropelado por um Trem
Razões Finais do Réu em Ação de Indenização por Acidente de Veículo
Alegações Finais em Indenizatória por Término de Representação Comercial
Contestação à Ação de Reparação de Danos por Acidente de Veículos
Ação de Indenização - Valores Não Pagos em Representação Comercial
Ação de Reparação de Danos por Acidente de Trânsito em Rito Sumário
Contestação à Ação de Indenização por Danos Morais
Ação de Indenização por Perdas e Danos - Banco Compensou Cheque Furtado
Ação de Reparação de Danos - Furto de Bicicleta em Condomínio Residencial
Contestação à Ação de Reparação de Danos pelo Rito Sumário
Contestação à Ação Sumária de Reparação de Danos em Veículo

Outros modelos
Modelos diversos de nosso repertório
Medida Cautelar Inominada de Sustação de Protesto de Duplicata
Ação Popular - Irregularidade dos Vencimentos Recebidos pelos Réus
Cautelar Inominada para Depósito de Prestações Devidas pelo Mutuário
Concordata Preventiva requerida por Comércio de Auto Peças
Cautelar de Sustação de Protesto - Mercadorias não Entregues
Ação de Alimentos - Filho Menor Advindo de Concubinato
Arrolamento Sumário
Medida Cautelar para Retirar Nome do Serviço de Proteção ao Crédito
Alvará Judicial para Levantamento de Ações Junto ao Banco
Recurso de Revista - Vínculo Empregatício com o Município
Ação de Despejo para Uso Próprio
Recurso Ordinário da Reclamada por Horas Extras e Reflexos
Alienação Judicial de Coisa Comum com Extinção de Condomínio
Apelação Contra Sentença que Não Reconheceu Direito à Indenização
Medida Cautelar de Busca e Apreensão de Veículo
Pedido de Abertura de Inquérito Policial - Obtenção de Vantagem Indevida
Cautelar de Sustação de Protesto de Duplicatas com Pedido de Liminar
Conteúdo Completo
Todo o acervo do site em seções
Modelos de petições
Modelos de contratos
Recursos de Multas
Textos doutrinários
Sentenças e acórdãos
Matérias publicadas
Expressões em latim
Dicionário jurídico
Jurisprudências
Súmulas


Central Jurídica
Todos os direitos reservados
Proibida a reprodução total ou parcial sem autorização