Ferramenta de Busca
Capa | Modelos de Petições | Modelos de Contratos | Doutrinas | Jurisprudências | Sentenças | Dicionários | Loja Virtual
Medida Cautelar Preparatória de Busca e Apreensão
Petições - Medidas Cautelares - Contrato de compra de venda com pagamento em cheque, no qual a assinatura não confere, demonstrando a má-fé do comprador pela prática de estelionato e ensejando a busca e apreensão do veículo.


EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA .... ª VARA CIVEL DA COMARCA DE ....



................................., (qualificação), portador da Cédula de Identidade/RG nº .... e inscrito no CPF/MF sob nº. ...., residente e domiciliado na Rua .... nº ...., na Cidade de ...., Estado ...., por seus advogados "in fine" assinados "ut" procuração inclusa, com escritório profissional na Rua ...., nº ...., na Cidade, Estado ...., onde recebem intimações e notificações, com todo acato e respeito, vem, à presença de Vossa Excelência, propor a presente

MEDIDA CAUTELAR PREPARATÓRIA DE BUSCA E APREENSÃO

contra ............................., (qualificação), residente e domiciliado em local incerto e não sabido, o que faz de conformidade com o que lhe faculta o art. 800 e seguintes do Código de Processo Civil, fazendo-a em face dos fundamentos fáticos e jurídicos que expõe, a seguir:

O Requerente era senhor e possuidor do veículo marca ...., ano e modelo ...., cor ...., a álcool, placas ...., chassi ...., conforme se vê do Certificado de Registro de Veículo em anexo.

Acontece, que no dia ...., o Requerente vendeu o veículo supra aludido, ao Sr. ....................., ora Requerido, pelo preço certo e ajustado de R$ ...., representados pelos cheques nº .... no valor de ..... e nº ...., no valor de .... ambos emitidos em ...., pelo Requerido, marcado para apresentação ao Banco sacado no dia ....

Apresentado os cheques ao Banco sacado, na data marcada, ambos foram devolvidos com a alínea 22 - "assinatura não confere"- o que evidencia a má fé do Requerido, que no ato da compra e na emissão dos cheques agiu de forma premeditada a causar prejuízos ao Requerente.

Quando o Requerente tomou conhecimento da devolução dos cheques, imediatamente procurou o Requerido para receber o que lhe é devido, e ficou surpreso com o desaparecimento do Requerido e ao saber que o mesmo já tinha transferido o mencionado veículo ao Sr. ...., que reside na Rua .... nº ...., bairro ...., na Cidade ...., Estado...., não se sabendo a que título essa transferência ocorreu, tendo em vista que o veículo está em nome do Requerente.

O Requerido ao preencher e assinar os cheques dados em pagamento do autor, manteve este em erro, e obteve vantagem ilícita mediante fraude, agindo com dolo, no caso específico, pois agiu com a intenção de fraudar, assinando os cheques de forma diversa do constante na ficha bancária, a fim de que não fossem pagos pelo sacado.

Além dessa medida cível, o Requerente já tomou as providências na área criminal, conforme comprova o Boletim de Ocorrência em anexo, para a apuração do ilícito penal.

Em razão destes fatos, corre-se o sério risco de o Requerido causar prejuízo ao Requerente, de difícil reparação, eis que o Requerido não possui outros bens para garantir a dívida, razão pela qual não é proposta de imediato a ação principal, fazendo-a dentro da guarda do prazo legal (30 dias), através de uma Ação de Reintegração de Posse, (art. 806 do CPC), pois é óbvio que se corre o risco de amanhã ser tarde, e não mais encontrar o referido veículo em poder do Sr. .... de tal, possivelmente comparsa do requerido , razão pela qual é proposta a presente medida cautelar.

O Art. 804 do CPC, preceitua:

"É lícito ao juiz conceder liminarmente ou após justificação prévia a medida cautelar, sem ouvir o réu, quando verificar que este, sendo citado, poderá torná-la ineficaz, caso em que poderá determinar que o requerente preste caução real ou fidejussória de ressarcir os danos que o requerido possa vir a sofrer."

O "fumus boni juris" entendido como a plausibilidade do direito que esteia a pretensão ora deduzida, não podia ser mais claro. O Direito de propriedade é garantia constitucional.

O "Perículum in mora" revela-se óbvio.

Em outras palavras, se o que se pretende através da presente cautelar não for deferido imediatamente, não mais se conseguirá na fase própria da ação principal, caracterizando-se, então, dano irreparável ao direito do Requerente.

A qualquer momento o veículo pode ser danificado, quer por envolvimento em algum acidente, quer por má fé do Requerido, havendo grandes chances de que o mesmo possa ser desmanchado para ter as peças vendidas, já que nem o Requerido ou .... de tal possuem o Certificado de Registro do Veículo, que está em nome do Requerente (doc. anexo).

Diante do exposto, e de conformidade com o disposto nos Arts. 839 a 843 do Código Civil , é a presente para requerer à Vossa Excelência, se digne em determinar a Busca e Apreensão e posteriormente seja entregue ao o Requerente o veículo antes caracterizado, como depositário fiel, juntamente com todos os documentos que se encontram em poder do requerido ou de ...., no endereço já declinado, ou em poder de quer que esteja. Outrossim, como é certo que se o Requerido tiver notícia desta, facilmente poderá a presente medida tornar-se ineficaz, em vista desta presunção "jure et jure", e requer a concessão da presente medida cautelar liminarmente "inaudita altera parte" (art. 804 do CPC).

Requer ainda, uma vez efetivada a medida, seja o Requerido citado , para querendo, no prazo de 5 dias (art. 802 do CPC), responder aos termos da presente, sob pena de revelia (art. 803 do CPC), que deverá a final ser julgada procedente, e condenando o Requerido no pagamento das custas processuais, honorários advocatícios na base usual de 20% sobre o valor da ação e demais cominações legais.

Protesta-se provar o alegado por todos os meios admitidos em direito, notadamente o depoimento pessoal do Requerido, sob pena de confesso, inquirição de testemunhas, juntada de novos documentos, perícias e tudo mais que se fizer necessário.

Dá-se à causa o valor de R$ ....

Termos em que,

Pede deferimento.

...., .... de .... de ....

..................
Advogado OAB/...




Modelos relacionados
Confira outros modelos relacionados
Cautelar de Sustação de Protesto - Mercadorias não Entregues
Ação Cautelar de Sustação de Protesto de Duplicatas
Impugnação à Contestação em Medida Cautelar de Sustação de Protesto
Busca e Apreensão de Veículo pelo Não Cumprimendo das Obrigações
Contestação à Medida Cautelar Inominada
Medida Cautelar de Busca e Apreensão de Veículo
Busca e Apreensão de Veículo Alienado Fiduciariamente
Medida Cautelar Inominada Preparatória de Ação Declaratória
Medida Cautelar de Sustação de Protesto - Inexistência de Nota Fiscal
Pedido de Conversão de Busca e Apreensão em Ação de Depósito
Ação Preventiva de Demolição - Prédio em Perigo de Desabamento
Cautelar de Produção Antecipada de Provas - Obras Causando Danos
Medida Cautelar para Retirar Nome do Serviço de Proteção ao Crédito
Medida Cautelar Inominada Contra Reajuste Abusivo de Prestações
Medida Cautelar de Sustação de Protesto com Pedido de Liminar
Medida Cautelar de Sustação de Protesto - Duplicata Simulada
Ação Cautelar de Arresto - Devedor é Proprietário de Um Único Bem

Outros modelos
Modelos diversos de nosso repertório
Ação Cominatória para Transferência de Bem Imóvel
Rol de Quesitos para Perícia no Local de Trabalho
Embargos de Terceiro por Penhora de Imóvel
Ação Indenizatória Contra o Vendedor de Veículo Furtado
Ação de Reparação de Danos em Acidente Envolvendo Três Veículos
Ação de Alimentos - Pai não Presta Assistência aos Filhos
Ação Declaratória de Nulidade de Cláusula e Restituição de Crédito
Recurso de Revista - Vínculo Empregatício com o Município
Habilitação Retardatária em Concordata
Reclamação Trabalhista - Salários Não Pagos e Verbas Rescisórias
Embargos de Retenção por Benfeitorias
Contestação - Anotação da CTPS, Horas Extras e Multa do FGTS
Contestação em Ação de Cobrança de Taxa Condominial
Incidente de Falsidade Documental
Pedido de Arbitramento de Fiança - Comerciante com Residência Fixa
Impugnação à Contestação em Ação de Indenização Pela Venda de Fotos
Ação de Reparação de Danos Morais - Venda de Fotografias sem Autorização
Conteúdo Completo
Todo o acervo do site em seções
Modelos de petições
Modelos de contratos
Recursos de Multas
Textos doutrinários
Sentenças e acórdãos
Matérias publicadas
Expressões em latim
Dicionário jurídico
Jurisprudências
Súmulas


Central Jurídica
Todos os direitos reservados
Proibida a reprodução total ou parcial sem autorização