Light terá de pagar R$ 10 mil por deixar mãe e bebê sem luz

Julgados - Direito do Consumidor - Domingo, 31 de julho de 2005

A 2ª Vara Cível do Rio condenou a Light a pagar uma indenização de R$ 10 mil por danos morais a uma consumidora. Mariana Boiteux de Almeida teve o fornecimento de energia de sua casa interrompido porque não pagou uma conta cujo valor estava acima do consumido.

Em novembro e dezembro de 2002, Mariana, que estava grávida, permaneceu na casa dos pais e só retornou à sua residência, no Alto da Boa Vista, em janeiro de 2003. Quando recebeu a conta relativa a dezembro de 2002, verificou que o valor, muito alto, estava errado, uma vez que nem esteve em casa no período. Reclamou junto à Light, que a ignorou e realizou o corte.

Mariana acabou ficando com a casa às escuiras com seu filho recém-nascido. Por causa disso, mesmo com o erro, foi obrigada a pagar a conta para ter o fornecimento religado. E após pagar, ela ainda teve que enviar o comprovante por fax, mas o aparelho da empresa estava quebrado.

´É evidente que, nos dias atuais, a falta de energia elétrica gera para o homem comum transtornos incalculáveis porque existe em uma residência geladeira, máquina de lavar, ferro elétrico e outros equipamentos menos relevantes, mas essenciais para o cidadão médio, que sofre sérios transtornos diante da falta de tal produto`, afirmou o juiz Sérgio Wajzenberg.

Matérias relacionadas

Reduzida pena de estelionatário que delatou membros da quadrilha

A 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio, por maioria de votos, reduziu a pena de um estelionatário que delatou os demais integrantes...

Liminar não autorizou passeio de pitbull sem focinheira

O desembargador Fabrício Bandeira Filho, do Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Rio, afirmou que deferiu liminar na última terça-feira...

Assinante ganha ação contra Telemar para receber lista telefônica

O juiz Rogerio de Oliveira Souza, em exercício na 28ª Vara Cível do Rio, condenou a Telemar a entregar a lista telefônica de assinantes a um...

Passageiro será indenizado por acidente no trem

A 18ª Vara Cível do Rio de Janeiro condenou a SuperVia a pagar R$ 5.000,00 por danos morais ao Pedreiro Ednaldo Bento Oliveira. Em fevereiro de...

Empresa isenta de indenizar transporte de empregado

A Primeira Turma do Tribunal Superior do Trabalho desobrigou a Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan) de restituir os valores gastos no...

Assegurado caráter salarial a fornecimento de alimentação

O desconto simbólico no salário do empregado, em razão do fornecimento de alimentação pelo empregador, não afasta a natureza salarial do...

Cancelada venda feita pelo pai a filhos sem consentimento da outra herdeira

Não pode haver a venda de pai para filho sem que todos os herdeiros concordem. A Terceira Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) determinou o...

Descumprir ordem por falta de recursos não caracteriza depositário infiel

A caracterização do depositário infiel exige prova inequívoca de alienação dos bens constritos, o que não se equipara ao descumprimento da...

Acordo de separação que tem mácula é válido mesmo sem homologação

A Terceira Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu validar um acordo entre ex-cônjuges em processo de separação. A transação ainda...

Mantido contrato de fornecimento de merenda escolar para município paulista

A Corte Especial do Superior Tribunal de Justiça (STJ) manteve decisão que garantiu o contrato de fornecimento de alimentação escolar entre o...

Temas relacionados

Julgados

Direito do Consumidor

Outras matérias

Todas as matérias organizadas por assunto


Central Jurídica

Todos os direitos reservados.

Proibida a reprodução total ou parcial sem autorização.

Política de Privacidade