Diciona

Pit Bull Club do Brasil entra com mandado de segurança contra lei dos pitbulls

Notícias - Direito Civil - Quarta-feira, 3 de Agosto de 2005

A Associação Brasileira de Proprietários e Criadores de Cães da Raça Pit Bull Terrier (Pit Bull Club do Brasil) entrou na tarde de hoje (dia 3 de agosto) com um mandado de segurança no Tribunal de Justiça do Rio pedindo que seja concedida liminar para que cachorros da raça registrados junto à associação possam circular em horário livre, sem uso de focinheira. Além disso, pede também que as autoridades competentes sejam impedidas de fazer a castração e esterilização dos animais.

Para a entidade, os donos são os culpados pela agressividade dos animais. ´A responsabilidade é exclusivamente do ser humano e não do animal. Afinal, quem é o ser pensante, o cachorro ou o ser humano?`, indagou na ação a advogada Luciana Moisakes.

No dia 26 de julho, o desembargador Fabrício Bandeira Filho, do Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Rio, deferiu liminar para que o empresário Jorge Elias Chalfun Filho pudesse passear com seu cachorro, a pitbul fêmea Namura, durante o dia, com o uso de focinheira. Segundo ele, o animal não está autorizado a sair à rua sem a proteção, prevista no Decreto nº 37.921 de 5 de julho de 2005.






Todos os direitos reservados

Proibida a reprodução total ou parcial sem autorização

Política de Privacidade | Editorial | Contato