Inversão da prova em favor do consumidor pode ser obrigatória

Notícias - Direito do Consumidor - Quinta-feira, 6 de outubro de 2005

A Comissão de Defesa do Consumidor aprovou o Projeto de Lei 5173/05, do deputado Celso Russomanno (PP-SP), que altera o Código de Defesa do Consumidor para inverter o ônus da prova em favor deste. Dessa forma, em caso de reclamação na Justiça, o fornecedor passa a ter de provar sua inocência.

Pela legislação atual, a inversão do ônus da prova depende da vontade do juiz, que deve avaliar se a reclamação do comprador tem fundamento ou se este é incapaz de arcar com as despesas processuais (hipossuficiente).

Ao recomendar a aprovação do projeto, o relator da matéria, deputado Luiz Bittencourt (PMDB-GO), disse que a medida vai ampliar o direito dos consumidores. "De acordo com o texto, a inversão do ônus da prova fica subordinada unicamente ao pedido do consumidor, quando este se sentir em desvantagem, e não mais poderá ser denegada pelo juiz, se este entender que não está presente ao menos uma das condições atualmente previstas em lei", explicou o deputado.

O projeto, que tramita em caráter conclusivo, será analisado agora pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Matérias relacionadas

Produção de livros e jornais pode ser isenta de ICMS

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) aprovou ontem substitutivo ao Projeto de Lei Complementar (PLP) 244/05, do Senado. O...

Denunciado por manter casa de prostituição tem habeas-corpus negado

Em decisão unânime, Sérgio Gil Gonzaga de Freitas teve o seu pedido de habeas-corpus negado pela Quinta Turma do Superior Tribunal de Justiça...

OAB da Paraíba protesta contra audiência aos sábados

O presidente da Seccional da Paraíba da Ordem dos Advogados do Brasil, José Mário Porto, encaminhou expediente ao presidente do Tribunal de...

OAB do Ceará entra com ação para barrar taxa em banheiros públicos

O presidente da Seccional do Ceará da Ordem dos Advogados do Brasil, Hélio Leitão, protocolizou no Fórum Clóvis Beviláqua, ação civil...

Câmara aprova mais um nível para multa de trânsito

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) aprovou a classificação das multas de trânsito por excesso de velocidade em três...

Câmara aprova planejamento familiar em plano de saúde

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) aprovou ampliação dos direitos dos usuários dos planos e seguros de saúde...

Valor do salário-família pode ser vinculado à cesta básica

A Comissão de Finanças e Tributação aprovou o Projeto de Lei 2/95, do ex-deputado e agora senador Paulo Paim (PT-RS), que vincula o valor do...

Exigência de identificação para compras com cartão sofre rejeição

A Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio rejeitou a apresentação obrigatória de documento de identidade nas compras com...

Empresas organizadoras de eventos podem ter registro obrigatório

A Comissão de Turismo e Desporto aprovou a obrigatoriedade de registro das empresas organizadoras de eventos. A medida está prevista no Projeto de...

Consumidor pode ter mais tempo parar reclamar de produto com defeito

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) aprovou, por unanimidade, o substitutivo da Comissão de Defesa do Consumidor ao...

Temas relacionados

Notícias

Direito do Consumidor

Outras matérias

Todas as matérias organizadas por assunto


Central Jurídica

Todos os direitos reservados.

Proibida a reprodução total ou parcial sem autorização.

Política de Privacidade