Denunciado por manter casa de prostituição tem habeas-corpus negado

Notícias - Direito Penal - Quinta-feira, 6 de outubro de 2005

Em decisão unânime, Sérgio Gil Gonzaga de Freitas teve o seu pedido de habeas-corpus negado pela Quinta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ). Freitas foi preso em flagrante e denunciado por submeter, em tese, adolescente à prostituição.

O pedido, no STJ, sustenta, em síntese, a nulidade da prisão em flagrante, ausência de justa causa para a ação penal e carência de fundamentação da custódia. O Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro já tinha indeferido outro habeas-corpus impetrado pela defesa de Freitas ao argumento de que, "tendo o flagrante sido lavrado com observância das formalidades legais e estando a denúncia em face do paciente devidamente recebida, inexiste irregularidade ou nulidade a ser sanada".

Segundo o relator do processo, ministro José Arnaldo da Fonseca, a discussão no habeas-corpus pende para a análise do estado de flagrância, nada suscitando acerca dos requisitos da prisão cautelar. "Nesse ponto, entendo que a decisão atacada não merece reparo. Com efeito, a tomar pela capitulação penal, o paciente responde ao crime de manutenção de casa de prostituição, tendo por vítima menor", assinalou.

Assim, destacou o relator, o tipo em questão envolve um núcleo objetivo tratado pelo verbo "manter", pelo qual se tem uma idéia de permanência. Portanto pouco interessa se, no momento da fiscalização do estabelecimento, programas estavam sendo mantidos por qualquer das aliciadas pelos envolvidos.

Matérias relacionadas

OAB da Paraíba protesta contra audiência aos sábados

O presidente da Seccional da Paraíba da Ordem dos Advogados do Brasil, José Mário Porto, encaminhou expediente ao presidente do Tribunal de...

OAB do Ceará entra com ação para barrar taxa em banheiros públicos

O presidente da Seccional do Ceará da Ordem dos Advogados do Brasil, Hélio Leitão, protocolizou no Fórum Clóvis Beviláqua, ação civil...

Câmara aprova mais um nível para multa de trânsito

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) aprovou a classificação das multas de trânsito por excesso de velocidade em três...

Câmara aprova planejamento familiar em plano de saúde

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) aprovou ampliação dos direitos dos usuários dos planos e seguros de saúde...

Valor do salário-família pode ser vinculado à cesta básica

A Comissão de Finanças e Tributação aprovou o Projeto de Lei 2/95, do ex-deputado e agora senador Paulo Paim (PT-RS), que vincula o valor do...

Exigência de identificação para compras com cartão sofre rejeição

A Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio rejeitou a apresentação obrigatória de documento de identidade nas compras com...

Empresas organizadoras de eventos podem ter registro obrigatório

A Comissão de Turismo e Desporto aprovou a obrigatoriedade de registro das empresas organizadoras de eventos. A medida está prevista no Projeto de...

Consumidor pode ter mais tempo parar reclamar de produto com defeito

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) aprovou, por unanimidade, o substitutivo da Comissão de Defesa do Consumidor ao...

Profissão de supervisor escolar pode ser regulamentada

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) aprovou o Projeto de Lei 4412/01, do deputado Cezar Schirmer (PMDB-RS), que regulamenta...

Regulamentação ´anti-spam` será debatida pela Câmara

A Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática vai promover audiência pública para debater a gestão da internet no Brasil. O...

Temas relacionados

Notícias

Direito Penal

Outras matérias

Todas as matérias organizadas por assunto


Central Jurídica

Todos os direitos reservados.

Proibida a reprodução total ou parcial sem autorização.

Política de Privacidade