Tribunal proíbe que filhos de Romário mantenham contato com o tio

Julgados - Direito de Família - Domingo, 30 de outubro de 2005

A 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio cassou nesta terça-feira (dia 25 de outubro), a liminar concedida no dia 23 de setembro, que permitia que os filhos de Romário e Mônica Santoro voltassem a manter contato com o tio Marcelo Santoro. Com a cassação, será mantida decisão da Vara da Infância, da Juventude e do Idoso proibindo que ele tenha qualquer tipo de contato com os sobrinhos.

Marcelo Santoro teria induzido o menor de onze anos, filho do jogador, a estreitar relações com traficantes. Foram gravadas conversas telefônicas entre o menino e o traficante Bem-te-vi, da Rocinha, tendo Marcelo como mediador. A decisão também é baseada em informações de que o tio levaria o sobrinho à boca-de-fumo.

O desembargador Antônio José Carvalho, relator do processo, considerou que os menores estavam em séria situação de risco, classificando como malévolo o convívio com o tio. “Todos os envolvidos são pessoas de classe média alta, freqüentadores das colunas da imprensa e, mais que todos, a mãe dos menores é que deveria ter o interesse de afastar seus filhos de tal parente”, disse o desembargador.

Ele considerou que a decisão da Vara da Infância, da Juventude e do Idoso não implica em constrangimento ilegal e não restringe o direito de ir e vir, derrubando a alegação da defesa de Marcelo. “A decisão não impede que ele mantenha contato com os marginais seus amigos, clientes (já que é advogado), ou lá o que sejam, mas apenas o impede que se aproxime dos sobrinhos para evitar que continue a desencaminhá-los de forma tão torpe”, afirmou o desembargador Antônio José Carvalho.

Matérias relacionadas

Interrupção de intercâmbio por suposto uso de drogas gera indenização

A 9ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul confirmou a condenação de AFS Intercultura Brasil, que terá que indenizar jovem...

Juízes não podem delimitar horário para atender advogados

A 2ª Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) acolheu, por unanimidade, as razões de recurso interposto pela Seccional do Pará da Ordem dos...

Hospital sem leito psiquiátrico não é obrigado a internar maníaco-depressivo

Negada a internação de paciente para tratamento de lesões ulceradas na Associação Hospital Agudo. Ele também sofre de psicose...

Fornecimento de luz deve ser mantido em casa de menino com hidrocefalia

A Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE) deve proceder à ligação e manter o serviço de energia elétrica na residência de menino de 4...

Afastada condenação da Volkswagen devido a cláusula nula em contrato

A Segunda Seção do Superior Tribunal de Justiça (STJ), à unanimidade, afastou da condenação da Volkswagen Serviços Ltda. a restituição em...

Filhas não podem receber pelo pai em ação contra sua ex-mulher

Negado a filhas receber pelo pai, já falecido, indenização de metade do aluguel do imóvel de uso comum, habitado por sua ex-mulher. A...

Estudante não tem direito de prorrogar até os 24 anos pensão por morte

Estudante universitário não tem direito à prorrogação do benefício de pensão por morte do responsável até os 24 anos. A decisão é da...

Estágio em órgão público não gera vínculo de emprego

O vínculo mantido entre estagiário e empresa pública não pode ser considerado como relação de emprego, sob pena de afronta ao dispositivo...

Garantida indenização a trabalhadora demitida durante gravidez

A Quinta Turma do Tribunal Superior do Trabalho, em decisão unânime, garantiu a uma trabalhadora gaúcha o pagamento de indenização...

Companheira de aposentado garante complementação de pensão

A SPTrans – São Paulo Transporte S.A. não obteve êxito em mais um recurso para se desobrigar do pagamento de complementação de pensão a...

Temas relacionados

Julgados

Direito de Família

Outras matérias

Todas as matérias organizadas por assunto


Central Jurídica

Todos os direitos reservados.

Proibida a reprodução total ou parcial sem autorização.

Política de Privacidade