Presidente da CBF será indenizado por editora que publicou dados sigilosos

Julgados - Dano Moral - Quinta-feira, 1 de dezembro de 2005

A Editora Casa Amarela foi condenada a pagar indenização de R$10 mil por danos morais ao presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ricardo Teixeira. Sentença do juiz da 41ª Vara Cível do Rio, Leandro Ribeiro da Silva, considerou a empresa culpada por veicular dados sigilosos da vida pessoal do dirigente no livro “CBF – Nike”, editado por ela.

Ricardo Teixeira alega que os dados constantes do livro foram levantados durante o período de funcionamento da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que visava apurar irregularidades no futebol brasileiro. Teixeira entrou com o processo a fim de que sua vida privada continue a ser protegida.

O juiz Leandro Ribeiro da Silva afirmou em sua sentença que “prospera a pretensão de danos morais, em face da desestrutura psicológica decorrente da publicação de elementos individuais sigilosos”.

Além da indenização por danos morais, Ricardo Teixeira já havia conseguido, em 2002, uma liminar que determinava a interrupção da impressão e da distribuição nacional do livro.

Matérias relacionadas

Justiça nega indenização para artesã ferida em supermercado

A 4ª Turma de Recursos de Criciúma, Santa Catarina, confirmou na íntegra sentença prolatada pelo juiz Luiz Fernando Boller, titular do Juizado...

Cigano acusado de matar executivo na Bahia tem habeas-corpus negado

A Quinta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou o pedido de liberdade apresentado pela defesa do cigano Nilton de Melo Dantas. Ele está...

Reincidência é circunstância preponderante à confissão

A Sexta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) deu parcial provimento ao recurso especial interposto por C.M.A. para determinar que o Tribunal...

Restrição de direitos só tem eficácia quando expressamente definida em lei

É direito do preso a entrevista pessoal com o seu advogado, de modo que qualquer restrição a esse direito há de vir expresso em lei, segundo o...

Advogado não pode ser intimado por telefone

A Terceira Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu, por unanimidade, que a intimação de advogado por via telefônica, por mais...

Justiça do Trabalho julga dano moral por quebra de promessa de emprego

A Justiça do Trabalho é o órgão competente para o exame de ação por danos morais decorrente de promessa de contrato de trabalho não cumprida...

Telemig indenizará advogado acionado por cobranças indevidas

A Terceira Turma do Tribunal Superior do Trabalho manteve a condenação imposta à Telemig Celular S/A pelo TRT de Minas Gerais (3ª Região)...

Empresa é condenada por imitar marca de concorrente

A 9ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul confirmou a condenação da Suplan Laboratório de Suplementos Alimentares Ltda....

Limitados lucros de postos de combustível em Porto Alegre

Mais dois postos de combustível têm margem bruta de lucro limitada em 14,1%, tendo por base o preço de aquisição junto à distribuidora. Ficam...

Falta de energia em Casa de Saúde gera indenização à paciente

A 1ª Turma Recursal dos Juizados Especiais Cíveis do Rio, por unanimidade, condenou a Casa de Saúde e Maternidade Santa Martha, no bairro Santa...

Temas relacionados

Julgados

Dano Moral

Outras matérias

Todas as matérias organizadas por assunto


Central Jurídica

Todos os direitos reservados.

Proibida a reprodução total ou parcial sem autorização.

Política de Privacidade