Diciona

Agência condenada em R$ 75 mil por acidente que matou turista

Julgados - Dano Moral - Segunda-feira, 5 de Dezembro de 2005

A agência BR Sul Turismo foi condenada a pagar uma indenização por danos morais de R$ 75 mil a José Freire de Góis, que perdeu a esposa em um acidente de ônibus na Rodovia Régis Bittencourt, em janeiro de 2003.

Irene Rodrigues de Góis viajava do Rio de Janeiro para Camboriú, em Santa Catarina, e morreu afogada após o motorista do ônibus perder o controle do veículo, que despencou de um penhasco de aproximadamente 10 metros de altura, caindo no rio São Lourencinho. Para realizar a viagem, Irene havia contratado a empresa La Rochelle Transportes Turísticos, que por sua vez contratou a BR Sul Turismo para o serviço de transporte dos passageiros.

A juíza Criscia Curty Freitas Lopes, da 23ª Vara Cível do Rio, não aceitou o argumento da agência de turismo de que o acidente era imprevisível, pois o motorista não podia saber da existência de um buraco na pista. “É de conhecimento notório que as estradas do nosso país estão em péssimas condições e que toda a cautela deve ser utilizada pelos motoristas.

No mais, o fato não tem a qualidade de inevitável, pois se fosse assim vários acidentes deste tipo teriam acontecido no mesmo dia com outros automóveis”, afirmou na sentença.






Todos os direitos reservados

Proibida a reprodução total ou parcial sem autorização

Política de Privacidade | Editorial | Contato