Produtos da merenda escolar podem ser isentos de impostos

Notícias - Direito Tributário - Quinta-feira, 22 de dezembro de 2005

A Câmara analisa o Projeto de Lei 6067/05, que isenta da cobrança do PIS/Pasep e da Contribuição Social para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins) as receitas das empresas decorrentes da venda de produtos destinados à merenda escolar. A proposta foi apresentada pelo deputado Wilson Cignachi (PMDB-RS) e altera a Lei 10865/04, que instituiu a cobrança do PIS e da Cofins na importação de insumos, o que aumentou a carga tributária dessas empresas em cerca de dez pontos percentuais.

Para ele, a merenda escolar assumiu o papel de um programa de alimentação para a população carente e, por isso, precisa de incentivos fiscais para ser estimulada. "Para muitos alunos brasileiros, a merenda escolar é a única refeição diária razoavelmente apropriada", afirma Cignachi. O parlamentar lembra que esse programa é administrado pelas direções das escolas, que são orientadas a optar por alimentos regionais. Com a isenção total do PIS/Pasep e Cofins, ele espera melhorar o cardápio dos 36,4 milhões de alunos atendidos, contribuindo para a permanência deles nas salas de aula.

Cignachi também disse que apresentou o projeto para evitar que a elevada carga tributária comprometa o programa da merenda escolar. "Espero que os estados adotem semelhante incentivo, por meio da redução das alíquotas do ICMS para os produtos destinados à alimentação escolar", salientou.

O projeto tramita em caráter conclusivo e será analisado pelas comissões de Educação e Cultura; Finanças e Tributação; e Constituição e Justiça e de Cidadania.

Matérias relacionadas

Cálculo das despesas com funcionários públicos pode mudar

A Câmara analisa o Projeto de Lei Complementar 306/05, do deputado Eduardo Valverde (PT-RO), que altera o cálculo das despesas com pessoal...

Banco do Nordeste poderá incorporar o Banco do Ceará

O Poder Executivo pode ser autorizado a incorporar o Banco do Estado do Ceará (BEC) ao Banco do Nordeste do Brasil (BNB). É o que permite o Projeto...

Porte de arma pode ser estendido a auditores das receitas estaduais

Os auditores fiscais da receitas estaduais poderão ganhar direito ao porte de arma caso o Projeto de Lei 6112/05, do deputado André de Paula...

Baixa de empresa inativa pode ser facilitada

Tramita na Câmara o Projeto de Lei 6185/05, que isenta de multa a empresa inativa que não entregar a declaração de rendimentos por mais de dois...

Portador de epilepsia poderá receber benefício da Loas

Tramita na Câmara o Projeto de Lei 6026/05, que estende o benefício de prestação continuada da Lei Orgânica da Assistência Social (BPC-Loas) ao...

Ex-delegado acusado de assassinar empresária entra com habeas-corpus

A defesa do ex-delegado Edgar Fróes entrou com habeas-corpus no Superior Tribunal de Justiça (STJ). O pedido deve ser apreciado pelo presidente do...

Lei de execução de título judicial reduzirá morosidade do Judiciário

A lei de reforma do processo de execução de título judicial, sancionada hoje (22) à tarde pelo presidente da República, Luiz Inácio Lula da...

Execuções trabalhistas poderão ser garantidas por Fundo

Após a aprovação pela Comissão Mista Especial da Reforma do Judiciário, o Projeto de Lei que prevê a criação do Fundo de Garantia das...

Lei de Licitações pode ter mudanças

A Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público aprovou alterações na Lei de Licitações (8666/93) para proibir a participação...

Rejeitado uso de FGTS como garantia de empréstimos

A Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público rejeitou, no último dia 12, o Projeto de Lei 5200/05, do deputado Murilo Zauith...

Temas relacionados

Notícias

Direito Tributário

Outras matérias

Todas as matérias organizadas por assunto


Central Jurídica

Todos os direitos reservados.

Proibida a reprodução total ou parcial sem autorização.

Política de Privacidade