Diciona

Tipo sangüíneo e fator RH podem ser incluídos na identidade

Notícias - Diversos - Terça-feira, 27 de Dezembro de 2005

Tramita na Câmara o Projeto de Lei 6045/05, do deputado Agnaldo Muniz (PP-RO), que torna obrigatória a inclusão do tipo sangüíneo e do fator RH na carteira de identidade. A proposta altera a lei que trata da carteira de identidade (Lei 7116/83).

O deputado argumenta que a pronta identificação do tipo sangüíneo e do fator RH poderá tornar mais fácil o atendimento médico de emergência e salvar a vida de vítimas de acidentes. "Não podemos assistir à morte de cidadãos simplesmente por falta de informação de um item que é de fácil inserção na carteira de identidade", comenta.

A proposta tramita em conjunto com o Projeto de Lei 308/95, do ex-deputado Genésio Bernardino, que torna obrigatória a indicação do tipo sangüíneo na certidão de nascimento, na cédula de identidade e na carteira de habilitação. Aprovado pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ), o projeto agora será analisado pelo plenário, em conjunto com os PLs 1877/03, 3610/04, 5034/05 e 5783/05.






Todos os direitos reservados

Proibida a reprodução total ou parcial sem autorização

Política de Privacidade | Editorial | Contato