Pena para mau uso de verba pública pode aumentar

Notícias - Direito Penal - Sábado, 13 de agosto de 2005

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) aprovou o Projeto de Lei 780/03, da deputada Iriny Lopes (PT-ES), que prevê punições mais severas para administradores que fizerem uso indevido de verbas públicas. A proposta aumenta - de um mês a três meses para de dois anos a seis anos de reclusão - a pena para o responsável por ato administrativo que autorize gastos públicos sem apontar sua destinação específica.

A autora do projeto afirma que a atual punição é muito branda para a gravidade do crime, o que estimula a impunidade. ´O aumento da pena é necessário, pois o mau uso do dinheiro público impede que o Estado realize o seu fim de promover o bem-comum`, avalia Iriny Lopes.

Para o relator da proposta, deputado Antônio Carlos Biscaia (PT-RJ), o projeto ´é oportuno e vem ao encontro dos anseios da coletividade`. Ele argumenta que o crime deve ser punido com o rigor que sua gravidade exige.

Os demais projetos que tramitavam em conjunto com o PL 780/03 foram rejeitados: o PL 3065/00, do deputado Almeida de Jesus (PL-CE), que torna inafiançável o crime de mau uso de verba pública; e o PL 3011/00, do deputado Osvaldo Biolchi (PMDB-RS), que prevê pena de um a três anos para esse tipo de crime. O relator considerou mais adequada a pena estabelecida no PL 780/03.

O projeto agora deve ser votado pelo Plenário.

Matérias relacionadas

Água em navios poderá ser inspecionada

A Comissão de Meio Ambiente vai realizar audiência pública para discutir o Projeto de Lei 5263/05, do deputado Feu Rosa (PP-ES), que determina a...

Rejeitado em comissão projeto para identificação de passageiros

A Comissão de Viação e Transportes rejeitou o Projeto de Lei 4447/04, do deputado Zé Geraldo (PT-PA), que obriga o transportador a identificar os...

Divulgação de tarifas aéreas promocionais pode mudar

A Comissão de Viação e Transportes aprovou o Projeto de Lei 505/03, que obriga as empresas de transporte aéreo a divulgar a quantidade de...

Alimento pode ter que ser pesado imediatamente após o congelamento

A Comissão de Defesa do Consumidor aprovou o Projeto de Lei 4801/05, do deputado Carlos Rodrigues (PL-RJ), que obriga as empresas que produzem...

Medicamento de uso doméstico pode ter embalagem especial

A Comissão de Seguridade Social e Família aprovou o Projeto de Lei 530/03, que estabelece normas de segurança para embalagens de medicamentos,...

Projeto reprime aumento disfarçado de preço

A Comissão de Defesa do Consumidor aprovou o Projeto de Lei 3454/04, do ex-deputado Rubinelli (PT-SP), que protege o consumidor contra os casos de...

Busca por criança desaparecida pode ter início imediatamente

A Comissão de Seguridade Social e Família aprovou o Projeto de Lei 981/03, do deputado Carlos Nader (PL-RJ), que altera o Estatuto da Criança e do...

Livro de registro das línguas faladas no Brasil pode ser criado

A Comissão de Educação e Cultura realizará, ainda neste semestre, seminário sobre a criação do Livro de Registro das Línguas, que reunirá...

Atendimento a policial ferido pode ser acelerado

Policiais e bombeiros militares feridos no exercício da profissão poderão ter direito a internação e tratamento médico em qualquer clínica ou...

Creches podem ser instaladas em unidades de segurança pública

A Câmara analisa o Projeto de Lei 5561/05, do deputado Capitão Wayne (PSDB-GO), que exige a instalação, nas unidades de segurança pública, de...

Temas relacionados

Notícias

Direito Penal

Outras matérias

Todas as matérias organizadas por assunto


Central Jurídica

Todos os direitos reservados.

Proibida a reprodução total ou parcial sem autorização.

Política de Privacidade