Ferramenta de Busca
Capa | Modelos de Petições | Modelos de Contratos | Doutrinas | Jurisprudências | Sentenças | Dicionários | Loja Virtual
Ação de Reparação de Danos Materiais e Lucros Cessantes
Petições - Ações Indenizatórias - Acidente de trânsito ocasionado pelo réu. Como o veículo do autor é utilizado para exercer atividade que lhe dá o sustento, requer os lucros cessantes além dos danos emergentes.


EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA .... ª VARA CÍVEL DA COMARCA DE ....



.................................., pessoa jurídica de direito privado, neste ato representada por seu sócio Sr. ...., com endereço na Rua .... nº .... na Cidade de ...., por seu advogado e procurador infra-assinado (procuração em anexo),com escritório profissional na Rua .... nº...., na Cidade de ...., vem, com fulcro no art. 159 e 1059 do Código Civil, art. 275, inciso II, alinea e do Código de Processo Civil, requer a presente

AÇÃO DE REPARAÇÃO DE DANOS MATERIAIS E LUCROS CESSANTES CAUSADOS EM ACIDENTE DE VEÍCULO - RITO SUMÁRIO,

CONTRA ...................................., estado civil e profissão ignorados, residente e domiciliado na Rua .... nº ...., na Cidade de ...., pelos motivos e razões que passa a expor:


I -
Em data de ...., por volta das .... horas, o veículo marca ...., modelo ...., cor ...., taxi, placa ...., de propriedade da Requerente e dirigido na ocasião pelo preposto e motorista da Requerente ...., quando transitava pela Rua ...., sentido bairro-centro ao chegar no cruzamento com a Rua ...., posicionou seu veículo junto a faixa divisória de pista acionando o pisca-pisca, indicando que efetuaria a conversão à esquerda para ingressar na mesma Rua ...., tendo parado o veículo, eis que em sentido contrário em que trafegava transitavam outros veículos, quando inopinadamente foi abalroado na traseira, pelo veículo marca ...., modelo ...., cor ...., placa .... de propriedade e dirigido pelo Requerido, o qual transitava pela mesma Rua .... e no mesmo sentido do veículo da Requerente, em velocidade incompatível e sem os cuidados indispensáveis à segurança do trânsito, e com esta imprudência e negligência chocou-se contra a traseira do veículo do Requerente, quando este se encontrava parado, e com o sinaleiro indicando sinal à esquerda, para ingressar na Rua ...., conforme se vê pelo Boletim de Acidente.


II -
Conforme acima alegado, constata-se culpa única e exclusiva do Requerido, eis que o veículo dirigido por este abalroou a traseira do veículo da Requerente, quando este encontrava-se parado, sinalizando que ingressaria à esquerda para adentrar na Rua ...., aguardando o fluxo de veículos que transitavam em sentido contrário, e com isso o mesmo Requerido infringiu as regras elementares de trânsito, descumprindo os art. 175, inc. I, III do RCNT que rezam:

Art. 175 - É dever de todo condutor de veículo:

"I - dirigir com a atenção e os cuidados indispensáveis à segurança do trânsito.

III - guardar distância de segurança entre o veículo que dirige e o que segue imediatamente à sua frente".


III -
Atentar-se que o veículo da Requerente, efetuava manobra regulamentar, eis que pretendia ingressar na Rua ...., à esquerda, tendo acionado o dispositivo luminoso indicador da esquerda, deslocou com antecedência o seu veículo para a faixa mais à esquerda na altura da linha divisória da pista, e estava na respectiva mão de direção, e parado, sendo que tal manobra é prevista no art. 175, inc. IX e XII do RCNT, e o acidente foi ocasionado pela negligência e imprudência do Requerido, eis que dirigiu seu veículo sem os cuidados indispensáveis à segurança do trânsito.


IV -
Após o acidente, o Requerido reconheceu sua culpabilidade pelo evento e pelos danos ocasionados no taxi, o qual no próprio local do acidente, emitiu a declaração manuscrita, assumindo a responsabilidade pelo acidente, assinando-a e inscrevendo o nº de sua carteira de identidade e telefone para contato.


V -
No dia seguinte o sócio-proprietário da Requerente entrou em contato com o Requerido, o qual negou-se de efetuar o pagamento dos danos efetuados no veículo.


VI -
Em decorrência do acidente o veículo da Requerente sofreu danos de grande monta, conforme se vê pelos orçamentos constantes dos Doc. nº .... nos valores de R$ ...., R$ .... e R$ ...., respectivamente.

Para se ter uma idéia melhor da extensão dos danos ocasionados no mesmo veículo da Requerente, anexa-se à presente as fotografias constantes dos Doc. nº ....


VII -
Em decorrência do acidente, o veículo da Requerente, de aluguel (taxi), permaneceu parado para reparos por .... dias.

Tendo em vista os danos de grande monta verificados no veículo da Requerente que é de aluguel, taxi, conforme certificado constante do Doc. nº ...., e em virtude destes danos comprovados pelas fotos, o mesmo permaneceu em reparos durante .... dias e durante este período, com seu veículo danificado, deixou de auferir rendimentos, rendimentos estes que alcançam o valor diário R$ ...., conforme tabela expedida pela URBS, e este valor de R$ .... multiplicado por .... dias alcançam o valor de R$ ....

O pedido principal referente à reparação dos danos no veículo do suplicante, e este se tratando de veículo de transporte de passageiro - taxi - traz implícita a condenação de lucros cessantes, devendo estes serem aferidos de acordo com a tabela da URBS, ou então ser apurado em liquidação de sentença, e este pedido encontra respaldo no art. 1059 do Código Civil.

".....................................

Não obstante a jurisprudência pacífica que a reparação de danos em acidente automobilístico contra veículo de transporte de passageiro - taxi - traz implícita a condenação de lucros cessantes, tal apuração, entretanto, no que respeita aos dias parados, ao valor deixado de perceber com as deduções das despesas de manutenção de veículo e de combustível, haverão de ser apurados com ampla discussão em liquidação de sentença.

Apelação conhecida e provida." (Ap. Cível 59162-6, Ac. 2176, 6ª. Cam. Cív., Rel. Juiz Jorge Massad, TA-PR, public. DJ 27/08/93)

"..................................

Comprovada a condição de motorista de taxi da vítima, que teve seu veículo de trabalho danificado no sinistro, a condenação por lucros cessantes dispensa outras evidências.
Apelação e reexame necessários improvidos". (Ap. Cível 56925-1, Ac. 2032 da 6ª. Cam. Cível, TA-PR, Rel. Juiz Jorge Massad, public. DJ 06/08/93).

A Requerente convidou todos os esforços suasórios para a cobrança amigável dos danos e lucros cessantes sofridos em seu veículo, nada conseguindo, o que vem autorizar a interposição da presente ação.

Face ao exposto, requer se digne V. Exa. determinar a citação do Requerido, através de CORREIO com aviso de recebimento, para que conteste a presente ação em audiência de instrução e julgamento a ser designada e apresente as provas que quiser, querendo, sob pena de revelia, para a final julgar procedente a mesma ação, condenando o suplicado no pagamento do valor de R$ .... (....), referente aos danos materiais causados no veículo da Requerente e constante do menor orçamento, acrescidos dos lucros cessantes no valor de R$ ...., referentes aos .... dias que o veículo da Requerente permaneceu em conserto, totalizando R$ ...., acrescidos dos juros e atualização monetária a serem contados desde a data do evento, acrescidos ainda das custas e despesas processuais e honorários advocatícios na base de 20% sobre o total da condenação.

Requer ainda, a produção de todas as provas em direito permitidas, principalmente por provas documentais, periciais e testemunhais, cujo rol segue abaixo.

Dá-se a presente para os efeitos fiscais o valor de R$ .... (....).

Nestes termos,

Pede deferimento.

...., .... de .... de ....

..................
Advogado OAB/...




Modelos relacionados
Confira outros modelos relacionados
Ação de Indenização por Acidente de Trabalho Contra o INSS
Ação de Indenização por Acidente Automobilístico
Ação Indenizatória por Acidente de Trabalho Contra o INSS
Ação de Reparação de Danos - Furto de Bicicleta em Condomínio Residencial
Contestação à Ação de Reparação de Danos Materiais e Lucros Cessantes
Ação de Reparação de Dano Causado em Acidente de Veículo
Ação de Indenização Contra Vendedor de Imóvel que não lhe Pertencia
Ação de Indenização em Decorrência de Morte em Acidente de Trânsito
Ação de Indenização por Danos Morais - Nome Mantido no SERASA
Ação de Reparação de Danos - Veículo que Invadiu a Preferencial
Ação de Reparação de Danos por Acidente de Trânsito em Rito Sumário
Contestação à Ação Indenizatória pela Morte do Pai dos Requerentes
Ação de Indenização por Acidente de Trabalho - Redução da Capacidade
Razões Finais do Réu em Ação de Indenização por Acidente de Veículo
Ação de Indenização por Desmoronamento do Prédio Confinante
Contestação à Ação de Reparação de Dano por Decorrente de Ilícito
Ação de Indenização - Valores Não Pagos em Representação Comercial

Outros modelos
Modelos diversos de nosso repertório
Ação de Adjudicação Compulsória - Adimplemento do Comprador
Contestação à Embargos do Devedor fundado em excesso de execução
Pedido de Nulidade do Auto de Prisão em Flagrante por Vício Processual
Cautelar Inominada pela Concumbina com Receio de Perder o Imóvel
Ação de Despejo por Falta de Pagamento c/c Cobrança de Aluguéis
Medida Cautelar Contra Redução de Salário de Funcionário Bancário
Agravo Retido em Ação Anulatória de Ato Jurídico
Ação de Alimentos
Impugação à Contestação em Declaratória de Nulidade Título de Crédito
Contra Razões ao Recurso de Apelação em Ação de Cobrança
Ação de Consignação em Pagamento por Reajuste em Financiamento
Ação de Interdição e Curatela Provisória
Execução de Prestação Alimentícia
Medida Cautelar Inominada Contra Tributação Indevida
Contra Razões de Recurso Extraordinário
Ação de Alimentos - Pai não Presta Assistência aos Filhos
Medida Cautelar de Sustação de Protesto - Inexistência de Nota Fiscal
Conteúdo Completo
Todo o acervo do site em seções
Modelos de petições
Modelos de contratos
Recursos de Multas
Textos doutrinários
Sentenças e acórdãos
Matérias publicadas
Expressões em latim
Dicionário jurídico
Jurisprudências
Súmulas


Central Jurídica
Todos os direitos reservados
Proibida a reprodução total ou parcial sem autorização