Revogada prisão de homem considerado depositário infiel

Julgados - Direito Civil - Quarta-feira, 11 de janeiro de 2006

É ilegal a decretação da prisão civil daquele que não assume expressamente o encargo de depositário judicial. Com esse entendimento, a 9ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul determinou, por unanimidade, a expedição de alvará de soltura de homem julgado como depositário infiel. Para o colegiado, ficou comprovado que ele não havia concordado com o compromisso de ser depositário fiel.

A relatora do Habeas Corpus, Desembargadora Marilene Bonzanini Bernardi, ressaltou que as hipóteses de prisão civil, como no caso de depositário infiel, devem ser examinadas restritivamente, pois são exceções no ordenamento legal. A prisão do depositário infiel só pode ocorrer, reforçou, quando houver concordância prévia dele com o depósito e compromisso firmado de fiel depositário.

Para a magistrada, “como se depreende do auto de penhora, houve recusa do paciente em firmar o encargo de depositário, o que por si só nulificaria a decisão hostilizada”. Acrescentou, também, que ele não é insolvente porque ofereceu outros bens em substituição.

Reiterando o mesmo posicionamento do Superior Tribunal de Justiça, votaram de acordo com a relatora os Desembargadores Luís Augusto Coelho Braga e Íris Helena Medeiros de Nogueira.

Matérias relacionadas

Doze anos de concubinato dão direito à indenização de R$ 10 mil

Pela convivência em 12 anos de concubinato, mulher tem direito a ser indenizada. Foi assim que decidiu, por unanimidade, a 7ª Câmara cível do...

Cliente da Vivo será indenizada por bloqueio indevido da linha telefônica

Pelo corte indevido de sua linha de telefone celular, sem que houvesse atraso no pagamento da conta, cliente terá de ser indenizada pela Vivo,...

Banco deve assumir pelo uso de cheques extraviados

A 17ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul, por unanimidade, manteve a decisão da Juíza de Direito Maria Thereza Barbieri,...

Juiz suspende liberdade condicional de viciado

O juiz Jeferson Maria, que responde pela vara de Execuções Criminais de Belo Horizonte, determinou na tarde de hoje, 10 de janeiro, a suspensão da...

Empresa de segurança deve indenizar transportadora por roubo

A 11ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Minas Gerais condenou uma prestadora de serviços de segurança a ressarcir a uma transportadora os...

Juíza condena resort para cães por descuido de animal

A juíza Grácia Cristina Moreira do Rosário, do 6º Juizado Especial Cível, na Lagoa, zona sul do Rio, condenou o Hotel Von Verbian Resort for...

Promotor de justiça é condenado a indenizar Desembargador

O juiz Paulo Sergio Prestes dos Santos, da 16ª Vara Cível da capital, condenou na terça-feira (10 de janeiro) o promotor de Justiça Márcio...

Proibição de armas de brinquedo pode ser ampliada

A Câmara analisa o Projeto de Lei 6159/05, do deputado Carlos Nader (PL-RJ), que proíbe a fabricação e a importação de brinquedos que tenham...

Reconhecido acordo individual para compensação de jornada

A Primeira Turma do Tribunal Superior do Trabalho reconheceu, por maioria de votos, a validade de acordo individual para a compensação da jornada...

Convenção Coletiva não pode disciplinar estabelecimentos comerciais

A Primeira Turma do Tribunal Superior do Trabalho, em decisão unânime, negou a possibilidade de uma convenção coletiva de trabalho disciplinar o...

Temas relacionados

Julgados

Direito Civil

Outras matérias

Todas as matérias organizadas por assunto


Central Jurídica

Todos os direitos reservados.

Proibida a reprodução total ou parcial sem autorização.

Política de Privacidade