Ferramenta de Busca
Capa | Modelos de Petições | Modelos de Contratos | Doutrinas | Jurisprudências | Sentenças | Dicionários | Loja Virtual
Pedido de Liberdade Provisória de Preso em Flagrante com Emprego Fixo
Petições - Peças Criminais - O denunciado foi preso em flagrante delito, porém possui emprego, residência fixa e domicílio certo, não sendo contumaz de sua pessoa comportamento censurável. Pede liberdade provisória.


EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA ..... VARA CRIMINAL DA COMARCA DE ....



....................................,(qualificação)., por seu advogado "in fine" assinado, inscrito na OAB/.... sob nº ...., com escritório profissional na Rua .... nº .....onde recebe avisos e intimações em geral, vem respeitosamente perante V. Exa., com fundamento no artigo 316, do Estatuto Processual Penal, requerer a sua

LIBERDADE PROVISÓRIA

o que faz na forma do dispositivo citado e nas razões fáticas e jurídicas a seguir aduzidas:

- Que o Denunciado teve contra si instaurado a presente Ação Penal, sendo-lhe imputado o cometimento do delito capitulado no artigo 155, parágrafos 1º e 4º, incisos II e IV c/c o art. 1º da Lei nº 2.252/54 (2 vezes), c/c 69, do Código Penal Brasileiro, figurando como vítimas ...., .... e ....;

- O Denunciado foi preso em data de .... de .... de ...., em "situação de flagrante", consoante se depreende do incluso auto de prisão em flagrante, às fls., lavrado naquela data, encontra-se recolhido a um dos cubículos da cela pública da cidade de ...., até presente data;

- Que, em sendo entendimento corredio a pregação doutrinária de que a prisão só deve se dar quando for de "incontrastável necessidade", evitando-se ao máximo o comprometimento do direito de liberdade que o ordenamento jurídico tutela e ampara, o acusado, enquanto não condenado, não é culpado, não podendo ser tratado como se o fosse, gozando ele de um "status" de Inocência, porquanto as restrições à sua liberdade, quaisquer que sejam elas, só se admitem se ditadas pela mais estrita necessidade, o que "in casu" não ocorre;


JURISPRUDÊNCIA

"Liberdade provisória. Concessão. Inexistência nos autos de elementos que convençam da necessidade da manutenção da prisão preventiva. Inteligência do art. 310, parágrafo único, do CPP." (RT 560/359)

- Daí, Excelência, desde o início, a prisão do Denunciado tem se mostrado iníqua e desnecessária, por não se amoldar a seu comportamento quaisquer das situações que autorize sua segregação, eis que se trata, como brota cristalinamente dos próprios autos, de trabalhador, com raízes neste Município, possuidor de residência fixa e domicílio certo, não sendo contumaz de sua pessoa comportamento censurável (Certidão de antecedentes criminais às fls. ....);

- Assim, vê-se que inexiste razão a que se perdure sua prisão, e assim sendo, cessando a necessidade, que cesse a medida.

- Ante ao exposto, conforme cabalmente demonstrado, desde o início inexistiram motivos para a segregação do Denunciado, e ora inexistem motivos a que ela perdure, pelas razões fáticas e jurídicas aduzidas, considerando-se ainda tudo mais que milita em favor do mesmo e que por certo o alto saber jurídico e senso de eqüidade de V. Exa. haverá de suprir, com fundamento no dispositivo anteriormente citado, roga o Denunciado ...., que no sublime exercício de seu mister, V. Exa. se digne em conceder a LIBERDADE PROVISÓRIA do Denunciado, para o fim de restabelecer-lhe a liberdade, para que solto se livre da imputação que lhe pesa, se comprometendo, via de conseqüência, a se submeter às imposições estilares, observadas as formalidades legais.

Nestes Termos.

Pede e Espera Deferimento.

...., .... de .... de ....

..................
Advogado OAB..../....




Modelos relacionados
Confira outros modelos relacionados
Alegações Finais do Assistente de Acusação - Crime de Furto
Pedido de Arbitramento de Fiança - Comerciante com Residência Fixa
Alegações Finais da Defesa - Inexistência de Provas da Autoria
Requerimento de Habeas Corpus Preventivo com Pedido de Liminar
Relaxamento de Prisão em Flagrante - Crime de Homicídio
Pedido de Liberdade Provisória - Crime de Lesões Corporais
Pedido de Habeas Corpus - Esgotado o Prazo da Instrução Processual
Pedido de Liberdade Provisória - Descaracterização de Crime Hediondo
Pedido de Relaxamento do Flagrante - Crime de Homicídio
Alegações Finais do Réu - Insuficiência de Provas para Condenação
Contra-Razões de Recurso Criminal - Absolvição pelo Tribunal do Júri
Defesa Prévia - Pedido de Prova Testemunhal
Pedido de Revogação da Prisão Preventiva Decretada Ilegalmente
Apelação Criminal - Acidente de Trânsito com Vítimas
Pedido de Habeas Corpus para Trancamento de Ação Penal
Pedido de Arbitramento de Fiança - Microempresário com Bons Antecedentes
Pedido de Nulidade do Auto de Prisão em Flagrante por Inexistência de Representação

Outros modelos
Modelos diversos de nosso repertório
Contestação em Ação Cominatória para Transferência de Veículo
Reclamatória Trabalhista - Rescisão Indireta pelo Empregado
Medida Cautelar Inominada Com Pedido de Consessão de Liminar
Embargos do Devedor por Falta de Exeqüibilidade do Título
Ação de Atentado - Requeridos Provendo Estragos em Chácara
Ação de Adjudicação Compulsória - Recusa da Escritura Após a Quitação
Impugnação à Contestação em Ação de Cobrança
Pedido de Curatela
Impugnação de Laudo de Avaliação para Desapropriação
Ação Anulatória de Lançamento Fiscal
Contraminuta de Agravo ao Tribunal Superior do Trabalho
Habilitação Retardatária em Concordata
Medida Cautelar de Seqüestro - Carta de Fiança em Garantia de Débito
Ação de Cobrança de Nota Promissória Prescrita
Contestação Trabalhista - Prescrição Qüinqüenal e Cargo de Confiança
Contestação à Indenizatória por Rescisão de Representação Comercial
Contestação à Reclamatória Trabalhista - Servente de Condomínio
Conteúdo Completo
Todo o acervo do site em seções
Modelos de petições
Modelos de contratos
Recursos de Multas
Textos doutrinários
Sentenças e acórdãos
Matérias publicadas
Expressões em latim
Dicionário jurídico
Jurisprudências
Súmulas


Central Jurídica
Todos os direitos reservados
Proibida a reprodução total ou parcial sem autorização