Servidores do Judiciário poderão ter gratificações

Notícias - Diversos - Sexta-feira, 30 de setembro de 2005

Tramita na Câmara o Projeto de Lei 5845/05, apresentado pelo Supremo Tribunal Federal (STF), que reestrutura as carreiras dos servidores do Poder Judiciário. A proposta também cria gratificações para diminuir distorções salariais entre os funcionários do Judiciário e os do Executivo e Legislativo. Segundo justificativa do STF, a diferença entre os Poderes tem causado "crescente evasão dos servidores recém-nomeados e o desestímulo dos mais antigos".

De acordo com o projeto, o salário dos cargos do Judiciário será composto pelo vencimento básico e pela "gratificação de atividade judiciária" (GAJ). Para corrigir as distorções, o projeto determina a criação de três outros tipos de gratificação.

Uma delas é o "adicional de qualificação" (AQ), que poderá ser requisitado por qualquer servidor da carreira judiciária. A gratificação seria destinada aos servidores que participarem de treinamentos e cursos ou apresentarem diplomas em áreas de interesse do Poder Judiciário. O acréscimo pode chegar a 12,5%, incididos sobre o vencimento básico. Segundo os ministros dos tribunais superiores, "é necessário valorizar o servidor da carreira na medida em que o melhor preparo intelectual induz a um melhor desempenho profissional".

As gratificações de "atividade externa" (GAE) e de "atividade de segurança" (GAS) são restritas aos ocupantes de cargos de analista e de técnico e correspondem a 35% do vencimento básico do servidor. A diferença entre as duas é que o recebimento da GAS depende de participação de programas de reciclagem anuais.

Os servidores que receberem remuneração por cargo em comissão ou por função comissionada e aqueles que não tiverem vínculo efetivo com a administração pública não têm direito às gratificações. Para eles, está reservado um aumento de 65% sobre o valor de sua remuneração.

De acordo com o projeto, o impacto orçamentário anual das modificações será de cerca de R$ 4,6 bilhões.

A proposta, que tramita em caráter conclusivo, está em análise na Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público. Depois, será avaliada pelas comissões de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Matérias relacionadas

Propaganda de realizações dos governos pode ser proibida

A Câmara vai analisar a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 455/05, apresentada pelo deputado Moreira Franco (PMDB-RJ), que proíbe a...

Despejo de inquilino por dívida do dono pode ser proibida

Tramita na Câmara o Projeto de Lei 5175/05, do deputado Celso Russomanno (PP-SP), que proíbe os bancos de despejar o inquilino de uma residência...

Entidade beneficente pode ficar isenta de taxa em cartório

As entidades beneficentes declaradas de utilidade pública poderão ficar isentas do pagamento de registros feitos em cartório, caso seja aprovado o...

STJ assina convênio com Banco Central para utilizar Sistema Bacen-Jud

Superior Tribunal de Justiça (STJ), Conselho da Justiça Federal (CJF) e Banco Central do Brasil (Bacen) juntos para operacionalizar o Sistema...

Sociedades de advogados do DF estão isentos da Cofins

A Seccional do Distrito Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-DF) obteve mais uma vitória na batalha contra a cobrança da Contribuição...

Proposta garante direito a férias completas para grevistas

Os dias de paralisação ou greve não serão computados para reduzir ou anular as férias anuais do empregado, caso o Congresso aprove o Projeto de...

Transporte pode ser grátis para alistamento militar

Tramita na Câmara o Projeto de Lei 5924/05, de Chico Alencar (Psol-RJ), que assegura aos jovens transporte coletivo intermunicipal e interestadual...

Capacete de motociclista poderá ter identificação

A Câmara analisa o Projeto de Lei 5923/05, do deputado Jorge Gomes (PSB-PE), que obriga o fabricante ou importador de capacetes para motociclistas a...

Internet pode se tornar veículo oficial para União, Estados e Municípios

A União, estados, municípios e demais órgãos públicos poderão utilizar a internet como veículo de comunicação oficial se for aprovado o...

Indenização de férias pode ser isenta de Imposto de Renda

A Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público aprovou um texto substitutivo ao Projeto de Lei 2041/03, do deputado Walter Pinheiro...

Temas relacionados

Notícias

Diversos

Outras matérias

Todas as matérias organizadas por assunto


Central Jurídica

Todos os direitos reservados.

Proibida a reprodução total ou parcial sem autorização.

Política de Privacidade