Comissão aprova uso dos Correios em caso de calamidade

Notícias - Diversos - Terça-feira, 25 de outubro de 2005

A Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática aprovou o Projeto de Lei 3067/04, do deputado Carlos Nader (PL-RJ), que obriga a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) a transportar gratuitamente alimentos, roupas e remédios doados para municípios em estado de calamidade pública.

O relator da proposta na comissão, deputado José Mendonça Bezerra (PFL-PE), ressaltou a amplitude da atuação dos Correios, que atinge todos os 5.561 municípios do País, com mais de 12 mil agências. "O uso imediato por qualquer pessoa, sem nenhuma burocracia, dos serviços da ECT para enviar seu auxílio, pode ser considerado o elo que faltava para propiciar um rápido atendimento aos atingidos pelo infortúnio", argumentou o relator.

O projeto altera a Lei Postal (6538/78), que já prevê a possibilidade da utilização dos serviços postais em caso de calamidade, mas não estabelece as regras para a atuação dos Correios. Caso o projeto do deputado Carlos Nader seja aprovado pelo Congresso, toda vez que algum município declarar calamidade por enchentes, estiagens ou epidemias, qualquer pessoa poderá enviar doações pelos Correios gratuitamente.

A proposta, que tramita em caráter conclusivo, deverá ser examinada agora pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Matérias relacionadas

Detetores de metais em escolas públicas sofre rejeição

A Comissão de Educação e Cultura rejeitou a instalação de detetores de metais na entrada de escolas públicas, prevista no Projeto de Lei...

Transportes rejeita viagem gratuita para grávidas

A Comissão de Viação e Transportes rejeitou na semana passada o Projeto de Lei 3447/04, do deputado Carlos Nader (PL-RJ), que dispensa as mulheres...

TJ do Rio vai exonerar cerca de 90 funcionários não-concursados

A resolução do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) que proíbe magistrados e servidores que ocupam cargos de confiança nos tribunais de contratar...

Anatel renovará contratos de telefônicas por mais 20 anos

Ainda em 2005, o governo vai renovar as concessões das empresas de telefonia fixa por mais 20 anos. A data marcada para assinatura dos contratos é...

Seguridade aprova equoterapia para usuários do SUS

A Comissão de Seguridade Social e Família aprovou o Projeto de Lei 5499/05, do Senado Federal, que inclui a equoterapia entre os serviços...

Gestantes podem ter vagas reservadas em estacionamentos

A Comissão de Seguridade Social e Família aprovou a reserva de vagas especiais para gestantes nos estacionamentos públicos e privados. O texto...

Mães adotivas podem ter pausas no trabalho

A Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público aprovou ontem o Projeto de Lei 5196/05, que concede às mães adotivas duas pausas...

Conselho aprova Sistema Único de Cálculo da Justiça do Trabalho

O Conselho Superior da Justiça do Trabalho aprovou resolução na qual se cria o Sistema Único de Cálculo que possibilitará a uniformização na...

Juiz condena empresa de telefonia por cobrança indevida

O juiz da 6ª Vara Cível de Belo Horizonte, Amauri Pinto Ferreira, declarou inexistentes os débitos que uma empresa de telefonia cobrava de uma...

Contratações no campo podem ser facilitadas

A Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público aprovou a criação de consórcios de empregadores rurais e contratos coletivos de...

Temas relacionados

Notícias

Diversos

Outras matérias

Todas as matérias organizadas por assunto


Central Jurídica

Todos os direitos reservados.

Proibida a reprodução total ou parcial sem autorização.

Política de Privacidade