Detetores de metais em escolas públicas sofre rejeição

Notícias - Diversos - Terça-feira, 25 de outubro de 2005

A Comissão de Educação e Cultura rejeitou a instalação de detetores de metais na entrada de escolas públicas, prevista no Projeto de Lei 5316/05, da deputada Zelinda Novaes (PFL-BA).

De acordo com pesquisa da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), 35% dos alunos e 29% dos funcionários em seis capitais brasileiras já viram algum tipo de arma dentro da escola. Com a proposta, a deputada queria prevenir a violência dentro dos estabelecimentos.

O relator da proposta na comissão, deputado Átila Lira (PSDB-PI), no entanto, discordou da eficiência da medida. Para ele, não seria oportuno transformar as escolas em instituições cercadas, com aparato de vigilância e regidas pela lógica punitiva. "No espaço pedagógico é preciso que tenhamos uma atitude pedagógica", defendeu o relator.

Citando relatórios da própria Unesco, Átila Lira disse que a instituição defende o debate e a construção de uma "cultura de paz". O programa "paz nas escolas", desenvolvido no governo do presidente Fernando Henrique Cardoso, segundo o deputado, seguia essa orientação. Dessa forma, os parâmetros curriculares passaram a abordar ética e temas como respeito mútuo, justiça e diálogo. "Se não conseguirmos ganhar a juventude para a defesa desses princípios, a educação está falhando em algum aspecto", afirmou o deputado.

O projeto foi encaminhado à Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado. Também deverá passar pelas comissões de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Matérias relacionadas

Transportes rejeita viagem gratuita para grávidas

A Comissão de Viação e Transportes rejeitou na semana passada o Projeto de Lei 3447/04, do deputado Carlos Nader (PL-RJ), que dispensa as mulheres...

TJ do Rio vai exonerar cerca de 90 funcionários não-concursados

A resolução do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) que proíbe magistrados e servidores que ocupam cargos de confiança nos tribunais de contratar...

Anatel renovará contratos de telefônicas por mais 20 anos

Ainda em 2005, o governo vai renovar as concessões das empresas de telefonia fixa por mais 20 anos. A data marcada para assinatura dos contratos é...

Seguridade aprova equoterapia para usuários do SUS

A Comissão de Seguridade Social e Família aprovou o Projeto de Lei 5499/05, do Senado Federal, que inclui a equoterapia entre os serviços...

Gestantes podem ter vagas reservadas em estacionamentos

A Comissão de Seguridade Social e Família aprovou a reserva de vagas especiais para gestantes nos estacionamentos públicos e privados. O texto...

Mães adotivas podem ter pausas no trabalho

A Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público aprovou ontem o Projeto de Lei 5196/05, que concede às mães adotivas duas pausas...

Conselho aprova Sistema Único de Cálculo da Justiça do Trabalho

O Conselho Superior da Justiça do Trabalho aprovou resolução na qual se cria o Sistema Único de Cálculo que possibilitará a uniformização na...

Juiz condena empresa de telefonia por cobrança indevida

O juiz da 6ª Vara Cível de Belo Horizonte, Amauri Pinto Ferreira, declarou inexistentes os débitos que uma empresa de telefonia cobrava de uma...

Contratações no campo podem ser facilitadas

A Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público aprovou a criação de consórcios de empregadores rurais e contratos coletivos de...

Campanha para encontrar criança desaparecida pode ser obrigatória

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) aprovou o substitutivo apresentado pela deputada Sandra Rosado (PSB-RN) ao Projeto de...

Temas relacionados

Notícias

Diversos

Outras matérias

Todas as matérias organizadas por assunto


Central Jurídica

Todos os direitos reservados.

Proibida a reprodução total ou parcial sem autorização.

Política de Privacidade