Restrição de direitos só tem eficácia quando expressamente definida em lei

Julgados - Direito Penal - Sexta-feira, 2 de dezembro de 2005

É direito do preso a entrevista pessoal com o seu advogado, de modo que qualquer restrição a esse direito há de vir expresso em lei, segundo o princípio constitucional da reserva legal.Com esse entendimento, a Segunda Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou provimento ao recurso do Estado do Mato Grosso contra decisão que considerou ilegal portaria que exigia prévio agendamento de entrevistas entre advogados e clientes presos.

A Turma, à unanimidade, entendeu que macula o direito do preso um ato administrativo que impede ou retarda tal entrevista por questões burocráticas, como prévio agendamento e requerimento do advogado. "Da mesma forma, tais restrições ferem o direito do advogado de comunicar-se livremente com os seus clientes. Observe-se que a intenção da lei foi tão desburocratizante que admitiu tal entrevista até mesmo ao preso que não outorgou procuração ao advogado, ou seja, resguardou o direito mesmo àqueles que não formalizaram o contrato de prestação de serviço com o advogado", afirmou a ministra Eliana Calmon, relatora do recurso.

Segundo a ministra, a Portaria 15/2003/GAB/SEJUSP, da Secretaria de Estado de Segurança e Justiça do Estado de Mato Grosso, impondo um prazo de dez dias para atendimento ao pedido formulado de entrevistas entre advogados e clientes presos, é incompatível com as normas federais. Isso porque foram estabelecidas restrições não previstas em lei para a entrevista do advogado e seu cliente preso, tais como: prévio agendamento, requerimento formulado e lapso de espera, observando-se a conveniência da direção.

"Qualquer tipo de restrição a esses direitos, seja o indeferimento da vista por falta de requerimento ou de fundamentação do pedido, bem como pelo retardamento da entrevista em razão de agendamento ou conveniência da administração carcerária, haveria de ser prevista em lei, não podendo ter validade a portaria em questão. Ademais, não pode haver restrição a direitos, a não ser por lei em sentido formal e material, conforme preconizado em julgados desta Corte", disse a ministra Eliana Calmon.

Matérias relacionadas

Advogado não pode ser intimado por telefone

A Terceira Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu, por unanimidade, que a intimação de advogado por via telefônica, por mais...

Justiça do Trabalho julga dano moral por quebra de promessa de emprego

A Justiça do Trabalho é o órgão competente para o exame de ação por danos morais decorrente de promessa de contrato de trabalho não cumprida...

Telemig indenizará advogado acionado por cobranças indevidas

A Terceira Turma do Tribunal Superior do Trabalho manteve a condenação imposta à Telemig Celular S/A pelo TRT de Minas Gerais (3ª Região)...

Empresa é condenada por imitar marca de concorrente

A 9ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul confirmou a condenação da Suplan Laboratório de Suplementos Alimentares Ltda....

Limitados lucros de postos de combustível em Porto Alegre

Mais dois postos de combustível têm margem bruta de lucro limitada em 14,1%, tendo por base o preço de aquisição junto à distribuidora. Ficam...

Falta de energia em Casa de Saúde gera indenização à paciente

A 1ª Turma Recursal dos Juizados Especiais Cíveis do Rio, por unanimidade, condenou a Casa de Saúde e Maternidade Santa Martha, no bairro Santa...

Pedigree condenada por ter morte de cães após consumo de biscoitos

A 11ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio condenou a Pedigree Effem do Brasil, empresa que produz ração para cães, a pagar R$ 18 mil...

Emprego imediatamente após demissão impede aviso prévio

Se um dos objetivos do aviso prévio é proporcionar condições para que o empregado encontre nova colocação, o trabalhador que consegue novo...

Pensão vitalícia independe do exercício de trabalho remunerado pela vítima

A Fundação de Assistência Integral à Saúde e o município de Belo Horizonte terão de pagar pensão à mãe de recém-nascido morto em razão de...

Hipoteca judiciária independe de pedido do credor

A Primeira Turma do Tribunal Superior do Trabalho confirmou decisão de segundo grau que determinou hipoteca judiciária sobre imóveis de uma...

Temas relacionados

Julgados

Direito Penal

Outras matérias

Todas as matérias organizadas por assunto


Central Jurídica

Todos os direitos reservados.

Proibida a reprodução total ou parcial sem autorização.

Política de Privacidade