Carrefour é condenado por falha na segurança de estacionamento

Julgados - Direito do Consumidor - Terça-feira, 13 de dezembro de 2005

A 2ª Turma Recursal dos Juizados Especiais Cíveis do Rio rejeitou, por unanimidade, os argumentos da rede de supermercados Carrefour, mantendo a sentença que a condenou a indenizar, em aproximadamente R$ 3 mil, o funcionário público Anderson Moraes de Castro e Silva.

Em dezembro de 2003, Anderson foi fazer compras na filial de Campo Grande e quando chegou no estacionamento do próprio supermercado notou que o aparelho de cd player do seu carro havia sido roubado. Foram destruídos também o painel de controle do automóvel, o porta-luvas e a saída de ar-condicionado.

O Carrefour ainda tentou se eximir da responsabilidade, alegando que existia uma empresa contratada para cuidar da parte de segurança, mas o juiz Flávio Itabaiana Nicolau, do 18º Juizado Especial, decidiu pela culpa do supermercado. “O estabelecimento comercial que, para angariar clientes, proporciona local para estacionamento de veículos, mesmo nada cobrando diretamente por isso, assume a obrigação de guarda e vigilância dos mesmos, tornando-se civilmente responsável por qualquer furto ou danificação”, afirmou o magistrado.

Matérias relacionadas

Light terá que indenizar vítima de choque elétrico que teve o braço amputado

O Tribunal de Justiça do Rio condenou a Light Serviços de Eletricidade S/A a pagar uma indenização de R$ 70 mil a Pedro Carvalho dos Santos, que...

Jornal O Globo isento de indenização por matéria sobre Policial Militar

Ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) não é permitido reapreciar fatos e provas em recurso especial, por esse motivo não é possível apreciar a...

Universidade tenta reduzir indenização a menor espancado em seu hospital

A Corte Especial do Superior Tribunal de Justiça (STJ) deve apreciar recurso contra decisão que manteve indenização milionária a menor que ficou...

Ambev não pode exigir de banco subscrição de ações em determinado valor

Sob a relatoria do Ministro Cesar Asfor Rocha, a Quarta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu uma disputa judicial que pode alcançar...

Publicitário preso com ecstasy tem habeas-corpus concedido

O publicitário Cléber Andrade de Oliveira, preso em março deste ano transportando 50 comprimidos de ecstasy pela BR-101, entre Tubarão (SC) e...

Intervalo intrajornada não pode ser objeto de flexibilização

O estado de saúde e as condições de segurança dos trabalhadores não podem ser objeto de flexibilização. Sob esse entendimento, a Quarta Turma...

Banco multado por uso de recurso protelatório

O princípio constitucional que prevê o rápido desfecho das causas judiciais levou a Quarta Turma do Tribunal Superior do Trabalho a aplicar multa...

Pais de motociclista morto em acidente serão indenizados em R$ 40 mil

Os pais de um jovem motociclista, morto em decorrência de acidente envolvendo ônibus coletivo, deverão ser indenizados em R$ 40 mil por danos...

Cirurgia decorrente de marca-passo defeituoso gera indenização

Uma empresa especializada em produtos médicos foi condenada a indenizar uma aposentada, submetida à nova cirurgia para substituição de...

TV indeniza ator entrevistado por identifica-lo como homossexual

A 11ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Minas Gerais condenou uma emissora de TV da cidade de Três Marias (MG) a indenizar um ator, por...

Temas relacionados

Julgados

Direito do Consumidor

Outras matérias

Todas as matérias organizadas por assunto


Central Jurídica

Todos os direitos reservados.

Proibida a reprodução total ou parcial sem autorização.

Política de Privacidade