Pais de motociclista morto em acidente serão indenizados em R$ 40 mil

Julgados - Direito do Trânsito - Quarta-feira, 14 de dezembro de 2005

Os pais de um jovem motociclista, morto em decorrência de acidente envolvendo ônibus coletivo, deverão ser indenizados em R$ 40 mil por danos morais. Deverão receber, ainda, pensão mensal correspondente a 2/3 de um salário mínimo até a data em que a vítima completaria 25 anos. Após, a pensão passaria a 1/3 do salário mínimo até a data em que o mesmo viesse a completar 65 anos ou quando da morte dos pais. A decisão, condenando a viação, é do juiz da 27ª Vara Cível da comarca de Belo Horizonte, Luiz Artur Rocha Hilário.

De acordo com o relato nos autos, a moto conduzida pela vítima foi atingida por ônibus da empresa, que realizou conversão avançando o sinal vermelho. O rapaz sofreu traumatismo torácico-abdominal, o que provocou sua morte.

Em sua defesa, a empresa contestou requerendo a denunciação da seguradora com a qual mantém contrato. Alegou que não concorreu com culpa para o evento e que a vítima teria imprimido alta velocidade à motocicleta no momento do acidente.

Na decisão, o juiz destacou a obrigação do prestador de serviço público de responder pelos danos que seus agentes causarem a terceiros. Considerou o depoimento de testemunhas no sentido de que a vítima não teria contribuído para a ocorrência do acidente. Determinou que seja reembolsado o valor de R$ 600,00, gasto com o funeral.

Ainda na decisão, o juiz condenou a seguradora a ressarcir à empresa o valor efetivamente pago aos autores a título de danos patrimoniais.

Matérias relacionadas

Cirurgia decorrente de marca-passo defeituoso gera indenização

Uma empresa especializada em produtos médicos foi condenada a indenizar uma aposentada, submetida à nova cirurgia para substituição de...

TV indeniza ator entrevistado por identifica-lo como homossexual

A 11ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Minas Gerais condenou uma emissora de TV da cidade de Três Marias (MG) a indenizar um ator, por...

Cooperativa condenada a pagar dívida a agricultor

A 13ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Minas Gerais condenou uma cooperativa de cafeicultores de Muriaé a quitar uma dívida com um...

Justiça nega indenização por rompimento de noivado

O rompimento do noivado é um exercício regular do direito, uma vez que existe a possibilidade de os noivos se arrependerem antes da celebração do...

Erro médico leva obstetra a indenizar pais de criança falecida

Uma médica-obstetra de Vespasiano (Grande BH) foi considerada responsável pela morte de uma criança que sofreu traumatismo craniano durante parto...

Estado deve possibilitar laqueadura se atendidos os requisitos legais

Grávida de oito meses, pobre, com 36 anos e mãe de quatro filhos tem assegurado o direito a obter laqueadura de maneira gratuita logo após o...

Filha reconhecida após óbito de pai tem direito a restituição de pensão militar

Mulher que veio a ser judicialmente conhecida como filha, após o óbito do pai, tem direito a receber valores proporcionais no rateio da pensão...

Clamor público não justifica prisão preventiva

A mera repercussão negativa do fato, envolvendo indignação, revolta e clamor público, não é razão bastante para a decretação da prisão...

Árbitro não é empregado de federação de futebol

Não há conflito entre a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) e a Lei 9.615/98, a Lei Pelé, que estabelece que os árbitros são autônomos,...

Transexual vítima de erro médico receberá R$ 60 mil

A 17ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio condenou o Hospital de Clínicas e Maternidade Dr. Marchesan, em Duque de Caxias, na Baixada...

Temas relacionados

Julgados

Direito do Trânsito

Outras matérias

Todas as matérias organizadas por assunto


Central Jurídica

Todos os direitos reservados.

Proibida a reprodução total ou parcial sem autorização.

Política de Privacidade