Mulher que tentou matar deficiente é condenada a 11 anos

Julgados - Direito Penal - Sexta-feira, 16 de dezembro de 2005

A dona de casa Cristiane Pedrelli, 24 anos, residente em Timbó, foi condenada a 11 anos, dois meses e seis dias de reclusão em regime integralmente fechado por tentativa de homicídio praticado contra a menor F.C, de apenas 11 anos, em crime ocorrido na manhã do dia 21 de janeiro de 2004.

A decisão de condenar Pedrelli foi adotada em sessão do Tribunal do Júri da Comarca de Timbó, em Santa Catarina, realizada nesta semana, sob a presidência do juiz Roberto Lepper. Por se tratar de crime hediondo, o magistrado negou o direito da ré recorrer em liberdade, determinando seu encarceramento logo após a leitura do veredicto.

O crime praticado pela dona de casa chocou a pacata comunidade de Timbó, município do Vale do Itajaí, principalmente por conta dos requintes de crueldade empregados pela autora. Segundo os autos, Cristiane Pedrelli tentou matar a menor F.C, que sofre de retardo mental e tem problemas psicomotores, por discordar da pensão alimentícia que a menina recebia do pai, Adilson José Caneppele, com quem convivia maritalmente na época do crime. Desta forma, na manhã de 21 de janeiro do ano passado, a dona de casa dirigiu-se até a residência da vítima e, aproveitando-se que ela estava acompanhada somente por outra menor, colocou em prática seu plano criminoso.

De início, Pedrelli trancafiou a colega da vítima no banheiro da casa, amarrando pés e mãos com o auxílio de uma meia-calça. Após isso, dirigiu-se até a sala, onde arrancou o fio do telefone e o envolveu no pescoço de F., numa tentativa de estrangulamento. Para completar, ainda colocou vários salgadinhos na boca da menor, buscando asfixiá-la. Como a garota ficou desacordada, Pedrelli considerou-a morta, deixando a casa na seqüência. F. , entretanto, logo recuperou a consciência, assim como sua amiga conseguiu se desvencilhar das amarras e sair do banheiro.

O crime foi denunciado à polícia, que investigou os fatos a partir de inquérito policial. O Ministério Público, em peça de autoria do promotor Alexandre Daura Serratine, ofereceu a denúncia, recepcionada pela Justiça, que levou o crime para julgamento pelo Tribunal do Júri. A sessão ocorreu neste semana e foi acompanhada com atenção por dezenas de moradores daquela comunidade.

Matérias relacionadas

Cabível indenização por danos morais pela morte de irmão em acidente

Os irmãos têm direito à reparação por dano moral sofrido com a morte do irmão. O entendimento foi aplicado pela Quarta Turma do Superior...

Desnecessária interpelação prévia para cobrança de cotas de condomínio

A mera cobrança de quotas condominiais não exige a interpelação prévia, visto que há prazo certo para o vencimento da obrigação. Com esse...

Comprador não é responsável subsidiário no contrato de facção

A Quinta Turma do Tribunal Superior do Trabalho confirmou decisão de segundo grau na qual a Cia. Hering, a Companhia de Tecidos Norte de Minas –...

Adicional de risco portuário restringe-se aos portos organizados

O adicional de risco portuário, previsto em dispositivo da legislação específica (art. 14 da Lei nº 4.860/65), só é devido aos trabalhadores...

ECT, como as empresas públicas, não pode demitir sem justa causa

A Segunda Turma do Tribunal Superior do Trabalho assegurou a uma empregada demitida da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos o direito à...

Indústria de alimentos indenizará por morte após consumo de um patê

Indústria de alimentos é condenada por morte em razão de consumo de patê

A 12ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Minas Gerais...

Agressões verbais contra policial geram indenização

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais, em decisão dada pela 11ª Câmara Cível, condenou um estudante a indenizar, por danos morais, em...

Plano de saúde não pode limitar tempo de internação

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais manteve decisão que anulou cláusula de contrato de plano de saúde que limitava o tempo de internação e...

Juíza nega arquivamento de inquérito de plágio contra autor de "Belíssima"

A juíza Luciana Losada Lopes Aleixo Lustosa, da 23ª Vara Criminal do Rio, negou o pedido de arquivamento do inquérito que apura acusação contra...

Pedreiro receberá indenização de R$ 30 mil por acidente de trem

O pedreiro Marcelo da Silva Roque vai receber uma indenização de R$ 30 mil da SuperVia Concessionária de Transporte Ferroviário, por causa de um...

Temas relacionados

Julgados

Direito Penal

Outras matérias

Todas as matérias organizadas por assunto


Central Jurídica

Todos os direitos reservados.

Proibida a reprodução total ou parcial sem autorização.

Política de Privacidade