Câmara aprova mudança no formato de petição judicial

Notícias - Advocacia - Segunda-feira, 2 de janeiro de 2006

A Câmara aprovou no último dia 15 substitutivo ao Projeto de Lei 7458/02, do ex-deputado Eni Voltolini (PPB-SC) e do deputado Leodegar Tiscoski (PP-SC), que altera o Código de Processo Civil, para determinar que a petição inicial indique a data de nascimento do autor juntamente com os outros dados obrigatórios. Atualmente, a legislação já exige que sejam indicados nome, prenome, estado civil, profissão, domicílio e residência.

Além disso, o substitutivo do relator, deputado Inaldo Leitão (PL-PB), estabelece que, sendo concedido o benefício de prioridade na tramitação de procedimentos judiciais à pessoa com idade igual ou superior a 65 anos, os autos de processo serão marcados com a seguinte inscrição: "Prioridade Especial - Maior de Sessenta e Cinco Anos".

O substitutivo liberaliza a forma de registro dessas informações nos autos do processo, pois o relator considerou desnecessário o detalhamento da forma como ela deve ser feita, como propõe o projeto, mediante carimbo ou etiqueta fixada na capa dos autos. O substitutivo determina apenas a inscrição como figura no texto aprovado.

O projeto tramitou pela Câmara em caráter conclusivo e será analisado agora pelo Senado.

Matérias relacionadas

Emissora que aumentar volume no intervalo comercial pode ser cassada

As emissoras de rádio e de televisão que elevarem os volumes de suas transmissões nos momentos de veiculação de comerciais poderão ter a...

Jornalista pode ter direito de autor sobre obra produzida

A Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público aprovou o Projeto de Lei 3899/04, da deputada Maninha (Psol-DF), que garante ao...

Contratação de trabalhador com mais de 45 anos pode ter incentivo

A Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público aprovou o Projeto de Lei 1530/03, do deputado André de Paula (PFL-PE), que concede...

Cobrança de mensalidade adiantada do consumidor pode ser proibida

A Câmara analisa o Projeto de Lei 6071/05, do deputado Celso Russomanno (PP-SP), que altera o Código de Defesa do Consumidor (Lei 8078/90), na...

Ações contra INSS podem ser isentas de custas judiciais

Os segurados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) poderão ser isentos da cobrança de todas as despesas processuais nas ações para a...

Trabalho na construção civil poderá ser considerado atividade perigosa

O trabalho na construção civil poderá ser considerado atividade perigosa. É o que determina o Projeto de Lei 6075/05, do deputado Vicentinho...

Hipóteses de apreensão de carteira de motorista podem ser restringidas

A Câmara analisa o Projeto de Lei 6070/05, do deputado Celso Russomanno (PP-SP), que impede o recolhimento da habilitação dos condutores que...

Valor da aposentadoria pode aumentar em caso de insalubridade

O Projeto de Lei Complementar 302/05, do deputado João Magno (PT-MG), aumenta o valor da aposentadoria para quem tiver trabalhado sob condições...

Consumidores podem ter abatimento no Imposto de Renda

A Câmara analisa o Projeto de Lei 6057/05, do deputado Ivo José (PT-MG), que permite às pessoas físicas o abatimento, no Imposto de Renda, de...

Microempresas podem ter acesso a recursos do BNDES

A Câmara analisa o Projeto de Lei 6060/05, do deputado Ivo José (PT-MG), que cria o Programa de Apoio Creditício às Microempresas e Empresas de...

Temas relacionados

Notícias

Advocacia

Outras matérias

Todas as matérias organizadas por assunto


Central Jurídica

Todos os direitos reservados.

Proibida a reprodução total ou parcial sem autorização.

Política de Privacidade