Pedreiro contratado para reformar imóvel não é empregado

Julgados - Direito do Trabalho - Quarta-feira, 13 de julho de 2005

De acordo com os juízes da 4ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região (TRT-SP), a prestação de serviço esporádico, sem subordinação, remunerado mediante ´preço fechado`, não configura vínculo empregatício.

O entendimento foi aplicado no julgamento do Recurso Ordinário de um pedreiro que pedia o reconhecimento da relação de emprego com o proprietário de um imóvel onde realizou obras.

O pedreiro entrou com processo 2ª Vara do Trabalho de Guarulhos (SP) sustentando ter trabalhado para o réu no processo durante sete meses consecutivos, construindo para ele um pavimento em sua residência e reformando um salão.

Em sua defesa, o réu informou que não exerce atividade ligada à construção civil e alegou que o reclamante foi contratado para obras esporádicas, em três ocasiões distintas. O reclamado também apresentou recibos salariais como empregado de uma empresa de ônibus, da qual receberia ´modesta paga mensal`.

A vara entendeu que as provas apresentadas pelo contratante da obra descaracterizam o vínculo empregatício do pedreiro. Inconformado com a sentença, ele recorreu ao TRT-SP.

Para o juiz Paulo Augusto Camara, relator do recurso no tribunal, o pedreiro provou que prestou serviços de construção civil ao reclamado.

Entretanto, segundo o relator, o próprio reclamante admitiu que trabalhou para o reclamado em diferentes ocasiões. Confessou ainda que, em um delas, teria custeado o pagamento de ajudantes.

´A prestação de serviços esporádicos, na qual inexistem habitualidade e subordinação, seguida de remuneração avençada mediante preço fechado, somada ao fato do trabalhador remunerar os ajudantes necessários à consecução da obra, assumindo o risco do negócio, revela a natureza jurídica civil da contratação e é incompatível com o artigo 3º Consolidado`, decidiu o juiz Camara.

Os juízes da 4ª Turma acompanharam o voto do relator, negando ao pedreiro o vínculo empregatício.

Matérias relacionadas

Empregado não deve pagar cheque sem fundo recebido

O empregado não pode ser responsabilizado pelo recebimento de cheque sem fundo, desde que observe rigorosamente as normas impostas pela empresa para...

Mesmo sem pedir, empregado tem direito a vale-transporte

O interesse do trabalhador que reside longe do local de trabalho em receber o vale-transporte, é sempre presumido. Caso contrário, cabe ao...

Diretor pode ter bens penhorados por dívida da empresa

Para os juízes da Seção Especializada em Dissídios Individuais (SDI) do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região (TRT-SP), se uma empresa de...

Gerente do Carrefour preso por adulterar data de vencimento de produtos

Os policiais da DIG (Departamento de Investigações Gerais) prenderam na noite desta terça-feira o gerente e o subgerente do Carrefour de Santo...

Telefônica é condenada por chamar demitidos de negligentes

Uma ex-empregada da Companhia Riograndense de Telecomunicações (CRT) receberá indenização por danos morais por ter a sua dispensa, e a de outros...

Incabível prisão de devedor que descumpre contrato com alienação fiduciária

O presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro Edson Vidigal, vem reafirmando em suas decisões não caber prisão civil do devedor...

Negado habeas-corpus por não se enquadrar na competência do STJ

O ministro Edson Vidigal, presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), negou seguimento ao pedido de habeas-corpus, impetrado pela defesa de...

Comissão de permanência, juros de mora e multa contratual não se cumulam

As instituições financeiras não podem cobrar cumulativamente de seus devedores inadimplentes comissão de permanência, juros moratórios e multa...

Economista acusado de matar a própria mãe permanecerá preso

O economista Roberto Alves Menezes, acusado de assassinar a própria mãe para ficar com a pensão do pai, permanecerá preso. O presidente do...

Unimed isenta de custear exame não previsto em contrato

A 4ª Turma de Recursos de Criciúma - Santa Catarina, confirmou na íntegra decisão do juiz Luiz Fernando Boller, titular do Juizado Especial...

Temas relacionados

Julgados

Direito do Trabalho

Outras matérias

Todas as matérias organizadas por assunto


Central Jurídica

Todos os direitos reservados.

Proibida a reprodução total ou parcial sem autorização.

Política de Privacidade