Ocupação de áreas localizadas em fronteira pode ser legalizada

Notícias - Diversos - Sexta-feira, 26 de agosto de 2005

A Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural aprovou na o Projeto de Lei Complementar (PLP) 151/04, que legaliza a ocupação de áreas urbanas e rurais localizadas em faixas de fronteira. O texto regulamenta o artigo constitucional que trata da demarcação de terras indígenas, pois a maioria das reservas se localiza nessas áreas. A Constituição só permite a ocupação dessas terras se forem consideradas de “relevante interesse público” da União.

Pelo texto, passam a ser considerados como de interesse público da União os lugarejos, vilas ou cidades, além das glebas nas quais sejam desenvolvidas atividades agrícolas e estradas nas áreas fronteiriças.

Uma emenda do relator do projeto, deputado Waldemir Moka (PMDB-MS), acrescentou as obras de infra-estrutura de transporte, energia e comunicações e as instalações militares na zona fronteiriça como ocupações de interesse público.

Para o autor do projeto, deputado Alceste Almeida (PMDB-RR), a ocupação dessas áreas em faixas de fronteira é estratégica, pois núcleos populacionais servem como “pelotões civis” para garantir a defesa e a soberania nacionais. Almeida esclarece que não pretende criar dificuldades nos processos de demarcação das terras dos índios.

Moka ressalta ainda que a presença de brasileiros nas fronteiras tem importância estratégica "porque atividades ilícitas, como contrabando das riquezas naturais da Amazônia e narcotráfico, representam as maiores ameaças para a estabilidade da região".

O projeto, que foi rejeitado na Comissão de Direitos Humanos e Minorias, segue ainda para a análise da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania e para votação em Plenário.

Matérias relacionadas

Comissão rejeita participação obrigatória em lucros

A Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio rejeitou o Projeto de Lei 4886/05, do deputado Medeiros (PL-SP), que prevê a...

Câmara aprova carga de 30 horas semanais para farmacêutico

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) aprovou o substitutivo da Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público ao...

Comissão aprova regras claras para negócios automotivos

A Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio aprovou o Projeto de Lei 3456/04, do deputado Giacobo (PL-PR), que estabelece...

Dívidas de microempresas podem ter renegociação

A Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio aprovou o Projeto de Lei 4449/04, que autoriza as micro e pequenas empresas a...

Policiais militares podem ter curso de primeiros socorros

A Comissão de Segurança Pública aprovou o Projeto de Lei 2339/03, do deputado Sandro Mabel (PL-GO), que inclui disciplina referente a primeiros...

Construtoras podem ter certificado de qualidade

A Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público aprovou o Projeto de Lei 4585/04, que exige a apresentação de atestado de...

Órgãos públicos podem ter prazo para fornecerem informações

A Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público aprovou o Projeto de Lei 4523/04, da deputada Laura Carneiro (PFL-RJ), que estabelece...

Programa federal de prevenção à osteoporose pode ser criado

A Câmara analisa o Projeto de Lei 5672/05, do deputado Carlos Nader (PL-RJ), que cria o Programa Federal de Combate e Prevenção à Osteoporose. O...

Aluno de escola pública poderá ter isenção no vestibular

Estudantes de escolas públicas poderão ser liberados da taxa de inscrição no vestibular, se o Congresso aprovar o Projeto de Lei (PL)...

Contratação de quem mora longe pode ser incentivada

A Câmara analisa o Projeto de Lei 5666/05, do deputado Ivo José (PT-MG), que cria incentivo para a contratação de trabalhadores que morem longe...

Temas relacionados

Notícias

Diversos

Outras matérias

Todas as matérias organizadas por assunto


Central Jurídica

Todos os direitos reservados.

Proibida a reprodução total ou parcial sem autorização.

Política de Privacidade