Anatel pode ser proibida de realizar busca e apreensão de bens

Notícias - Direito Administrativo - Sábado, 17 de setembro de 2005

A Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática aprovou o Projeto de Lei 15/03, da deputada Iara Bernardi (PT-SP), que proíbe a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) de realizar busca e apreensão de bens. A proposta altera a Lei Geral de Telecomunicações (9472/97).

A parlamentar afirma ser inaceitável que um fiscal possa confiscar bens legalmente adquiridos só porque estariam sendo utilizados em desacordo com as normas. Para ela, essa competência da Anatel viola a Constituição, pela qual ninguém será privado de seus bens sem o devido processo legal.

Ao dar parecer pela aprovação da matéria, o relator, deputado Pedro Chaves (PMDB-GO), observou que a busca e apreensão de bens é uma questão de segurança pública e não de regulamentação do setor de telecomunicações no País. Em sua opinião, esse serviço deve ficar a cargo da polícia.

Ele também ressaltou que o Supremo Tribunal Federal já concedeu liminar suspendendo a aplicação do dispositivo que permite à Anatel fazer busca e apreensão de bens.

O projeto, que tramita em caráter conclusivo, agora será analisado pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Matérias relacionadas

Empresas telefônicas podem ter de realizar ampla divulgação de suas tarifas

A Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática aprovou substitutivo ao Projeto de Lei 1985/99, que torna obrigatória a ampla...

Alunos de baixa renda poderão ter cota em universidade

As universidades públicas terão que reservar um percentual mínimo de vagas dos cursos de graduação para estudantes de baixa renda, se aprovado o...

Zoneamento de reservas e assentamentos pode ser obrigatório

A demarcação de terras indígenas, a criação de unidades de conservação e a implantação de assentamentos rurais poderão ocorrer somente em...

Rádios com até 1 km de alcance poderão ser liberadas

O uso de radiodifusores de baixa potência não precisará mais da autorização da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), se for aprovado...

Validade de certificado de remédios pode ser duplicada

O prazo de renovação do Certificado de Boas Práticas de Fabricação no setor farmacêutico, que atesta se uma linha de produção de medicamentos...

Edital de vestibular poderá dizer se curso é reconhecido

O Projeto de Lei 5793/05, do deputado Jefferson Campos (PMDB-SP), obriga as instituições de ensino superior a publicar editais definindo as regras...

Audiência debaterá acordo para controle da Brasil Telecom

O presidente do Citibank no Brasil, Gustavo Marin, será convidado a participar de audiência pública promovida pela Comissão de Ciência e...

Oferta de medicamentos genéricos essenciais pode ser obrigatória

A Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio aprovou projeto que obriga farmácias e distribuidoras de remédios a colocar à...

Vegetação nativa poderá ser obrigatória em áreas públicas

A plantação de árvores nativas poderá ser obrigatória em áreas públicas, como ruas, avenidas, praças e parques. É o que prevê o Projeto de...

Documentos podem conter informação sobre tipo sangüíneo

A Câmara analisa o Projeto de Lei 5783/05, do deputado Francisco Gonçalves (PTB-MG), que torna obrigatória a exibição do tipo sangüíneo e do...

Temas relacionados

Notícias

Direito Administrativo

Outras matérias

Todas as matérias organizadas por assunto


Central Jurídica

Todos os direitos reservados.

Proibida a reprodução total ou parcial sem autorização.

Política de Privacidade