Distrito Federal conquista terceiro título do Campeonato Nacional da OAB

Notícias - Diversos - Quarta-feira, 16 de novembro de 2005

Prevaleceu a dedicação de um trabalho de dois meses que priorizou o preparo físico. A avaliação é do técnico da equipe dos advogados de Brasília, ex-goleiro do Fluminense e Seleção Brasileira, João Victor, ao comentar a conquista do 3o título no IV Campeonato Brasileiro de Futebol da OAB, realizado entre os dias 10 e 14, em Cuiabá. Na partida principal, disputada na noite de segunda-feira (14), no estádio José Fagelli, o Verdão, o DF bateu o Espírito Santo com único gol marcado por Rômulo, ainda no primeiro tempo. O troféu foi entregue em uma churrascaria de Cuiabá, durante jnatar de confratenização.

“Sei das dificuldades de jogar em Cuiabá devido a alta temperatura e priorizei o prepario físico com alguns coletivos. Mesmo porque a equipe joga junto há muito tempo. Por isso venceu o nosso trabalho”, disse Paulo Victor, que teve passagem pelo Operário de Várzea Grande (MT) antes de se sagrar goleiro conhecido pelos brasileiros.

Depois de empatar na abertura da competição com o Paraná em 5x5, o DF venceu o Goiás por 1 x 0. Em Seguida, derrotou os anfitriões, OAB-MT, numa goleada de 6 x 2. Já o ES perdeu para Minas Gerais por 3 x 1, venceu MT por 3 x 2 e ganhou do Paraná por pênaltis, após empate de 2 x 2. No jogo de fundo, o MT que defendia seu primeiro título, perdeu de 5 x 4 para o Paraná.

Desde o início o DF era tido como favorito. Com entrosamento, os advogados de Brasília imprimiram ritmo forte sobre os capixabas que erravam passes e se mantinham na retranca. Logo aos 10 minutos, Rômulo marcou de bola parada numa cobrança de falta perfeita sem chances para o goleiro do Espírito Santo.

Sentido a superioridade dos brasilienses, o técnico do Espírito Santo, Paulo Paixão, alertou para marcação forte sobre os principais jogadores de Paulo Victor, o que ajudou os capixabas a retomar o comando do jogo e partir para o tudo ou nada. Foram várias chances desperdiçadas pelos erros de passes e chutes sem direção contra o gol do DF.

Veio o segundo tempo e depois de Paulo Paixão pedir garra para sua equipe, o ES voltou mais decidido, porém, passados os primeiros 20 minutos era visível o cansaço de alguns jogadores que não conseguiam acompanhar a bola. A essa altura só o empate interessava aos capixabas que levariam o jogo para prorrogação e caso persistisse o resultado, o campeonato seria decidido nos pênaltis.

Mas a noite era mesmo dos advogados de Brasília, que recuaram e seguraram o placar até o apito final.

No próximo, ano, a OAB estuda a realização da VII edição da competição em Goiânia (GO).

Matérias relacionadas

Advogados se dividem sobre expediente integral na Justiça de MT

A classe dos advogados em Mato Grosso está dividida quanto a proposta de funcionamento da Justiça em tempo integral. A proposta vem sendo discutida...

STJ terá julgamento inédito sobre responsabilidade civil por abandono afetivo

Está na pauta da próxima terça-feira, 22, o julgamento do recurso em que, pela primeira vez, serão debatidas no Superior Tribunal de Justiça...

SPC e Serasa podem ser obrigados a consultarem cartórios

Os bancos de dados de proteção ao crédito e de práticas comerciais, como o SPC e a Serasa, poderão ser obrigados a consultar as informações...

Medicamentos podem ter redução da carga tributária

A Câmara analisa a redução da carga tributária incidente sobre os medicamentos destinados a uso humano. O deputado Fernando de Fabinho (PFL-BA),...

Dono de terra arrendada pode ter cota maior

A Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural aprovou o substitutivo ao Projeto de Lei 5191/05, do deputado Moacir...

Partido pode ser proibido de cobrar de filiado servidor

Os partidos políticos poderão ser proibidos de cobrar contribuições de seus filiados ocupantes de cargos na administração pública, conforme...

Credor pode ter permissão para receber bens móveis do devedor

O Projeto de Lei 5977/05, apresentado pelo deputado Orlando Desconsi (PT-RS), permite que os credores recebam na Justiça bens móveis (e não apenas...

Doação para programa ambiental poderá ser deduzida do Imposto de Renda

Tramita na Câmara o Projeto de Lei 5974/05, do Senado, que prevê incentivos fiscais para projetos que promovam o uso sustentável dos recursos...

Conjuntos habitacionais podem ser obrigados a ter escolas

A obrigatoriedade da construção de escolas em conjuntos habitacionais financiados pelos programas habitacionais do governo federal está em...

Férias de celetista pode vir a ser fracionada em até três períodos

O trabalhador regido pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) poderá fracionar suas férias em até três períodos de 10 dias, pelo que...

Temas relacionados

Notícias

Diversos

Outras matérias

Todas as matérias organizadas por assunto


Central Jurídica

Todos os direitos reservados.

Proibida a reprodução total ou parcial sem autorização.

Política de Privacidade