Câmara aprova regras para busca em escritório de advocacia

Notícias - Advocacia - Quarta-feira, 7 de dezembro de 2005

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) aprovou, por unanimidade, o Projeto de Lei 5245/05, que garante a inviolabilidade do local de trabalho dos advogados. De autoria do deputado Michel Temer (PMDB-SP), a proposta também detalha os critérios que devem ser observados pela Justiça antes de determinar a busca e a apreensão nos escritórios de advocacia.

O texto foi relatado pelo deputado Darci Coelho (PP-TO), que defendeu a aprovação da medida. O PL 5245 modifica a Lei 8906/94 e, como tramita em caráter conclusivo, segue para exame do Senado Federal.

O texto aprovado garante que os locais e os instrumentos de trabalho dos advogados são invioláveis, o que inclui suas correspondências e equipamentos, como computadores e bancos de dados. Em caso de busca e apreensão, o mandado judicial deverá declarar os indícios de autoria do crime por parte do advogado, sendo cumprido na presença de representante da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

O mandado de busca também deve ser detalhado, indicando o que poderá ser revistado. A finalidade, segundo Michel Temer, é resguardar os documentos referentes aos clientes do advogado.

O projeto foi incluído na pauta da CCJ a pedido do autor e recebeu elogios dos integrantes da comissão. Entre eles, o deputado Ivan Ranzolin (PFL-SC). "O local de trabalho do advogado, que o Estatuto da OAB protege, é muitas vezes violado até sem mandado judicial", afirmou.

O deputado Luiz Eduardo Greenhalgh (PT-SP) também comemorou a aprovação da proposta que, no seu entender, precisa ser acatada com urgência pelo Congresso. "Vez por outra assistimos à polícia invadir os escritórios de advocacia, apreendendo os computadores dos advogados e violando a integridade do segredo profissional", disse Greenhalgh. "Isso em uma democracia não pode acontecer", concluiu o parlamentar.

Matérias relacionadas

Sistema de prevenção para LER pode ser aprovado

A Comissão de Seguridade Social e Família analisa o Projeto de Lei 528/03, do deputado Carlos Nader (PL-RJ), que trata da prevenção a lesões por...

Lei Geral das Micro e Pequenas Empresas em análise

A Comissão Especial da Microempresa analisa o substitutivo do deputado Luiz Carlos Hauly (PSDB-PR) ao Projeto de Lei Complementar 123/04 e às...

Postos de combustíveis podem ter que instalar Emissor de Cupom Fiscal

A Comissão de Minas e Energia se reúne hoje e poderá votar o Projeto de Lei 4587/04, que determina a instalação do Equipamento Emissor de Cupom...

Câmara analisa projetos sobre fumo

A Comissão de Desenvolvimento Econômico analisa dois projetos de lei relacionados ao fumo. O PL 5823/01, do deputado Luiz Carlos Hauly (PSDB-PR),...

Conselho Nacional de Justiça detalha resolução sobre nepotismo

Diante da existência de vários processos com pedidos de esclarecimento sobre a redação da Resolução nº 07 – que proíbe a contratação de...

Plenário aprova 29 acordos internacionais

O Plenário aprovou projetos de decreto legislativo sobre acordos internacionais assinados pelo Brasil. Os tratados são relativos a assuntos como...

Biblioteca pode ser obrigatória nas escolas

A Comissão de Educação e Cultura aprovou o Projeto de Lei 1831/03, do deputado Lobbe Neto (PSDB-SP), que obriga todas as instituições de ensino,...

Greenpeace acusa indústrias de não rotularem transgênicos

A gerente de Campanha de Engenharias Elétricas do Greenpeace, Gabriela Couto, acusou as empresas Bunge e Cargill de não respeitarem a...

MEC quer OAB influindo na renovação de cursos de Direito

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) irá influir, a partir de agora, nos processos de renovação de reconhecimento do funcionamento de cursos...

Pesca comercial do marlin pode ser proibida por 20 anos

A Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável aprovou a proibição da pesca comercial do marlin azul (Makaira nigricans) e do marlin...

Temas relacionados

Notícias

Advocacia

Outras matérias

Todas as matérias organizadas por assunto


Central Jurídica

Todos os direitos reservados.

Proibida a reprodução total ou parcial sem autorização.

Política de Privacidade