Fisco pode recusar certidão negativa a sócios devedores de outra empresa

Julgados - Direito Comercial - Quinta-feira, 7 de julho de 2005

O Fisco pode recusar certidão negativa de débito aos únicos sócios de uma nova empresa que são integrantes de outro estabelecimento devedor do Fisco. A conclusão é da Primeira Turma do Superior Tribunal de Justiça, que negou provimento a recurso especial da Distribuidora Isagam Ltda, de Minas Gerais.

´Conceder certidão negativa na hipótese presente implica prestigiar a fraude contra o Fisco, em verdadeira quebra da isonomia em detrimento de milhões de contribuintes que com dificuldade operam suas empresas com regularidade`, observou o relator do processo no STJ.

A fim de conseguir a certidão negativa, os sócios entraram na Justiça com um mandado de segurança afirmando direito líquido e certo à obtenção do documento.

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais negou o pedido, considerando, no caso, possível, a negativa do Fisco. Segundo o Tribunal, a personalidade jurídica não pode ser usada como anteparo da fraude. ´A conduta desregrada dos sócios das empresas já foi alvo de comunicação por crime, em hipótese, ao Ministério Público para fins de tomada de medidas na seara criminal`, acrescentou.

No recurso para o STJ, a empresa alegou que a decisão do TJMG ofende os artigos 128 e 135, inciso III, do Código Tributário Nacional, bem como que há divergência jurisprudencial com outros julgados do STJ para o mesmo caso. Segundo a defesa, o simples inadimplemento não constitui infração à lei capaz de ensejar a responsabilidade dos sócios.

Afirmou, ainda, ser incabível, a recusa de fornecimento da certidão negativa de débito pelo fato de seus sócios serem integrantes de outra empresa devedora do Fisco.

O Ministério Público Federal se manifestou em parecer encaminhado ao STJ, afirmando que a independência da pessoa jurídica não pode ser levada ao extremo de permitir, às escâncaras, que os sócios causem prejuízo ao Fisco.

A Primeira Turma negou provimento ao recurso, dispondo que a simples mudança de sociedade, com o mesmo objeto social e os mesmos sócios da sociedade devedora, implica verdadeira transformação societária, remanescendo clarividente a tentativa de eximir-se das dívidas fiscais.

Matérias relacionadas

Mantida condenação do SBT por exibir filme em horário não autorizado

A Segunda Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) manteve a condenação da TV SBT 11 do Rio de Janeiro Ltda ao pagamento de multa de 90...

Tim não pode entrar na Justiça para impedir quebra de sigilo de cliente

O fato de a matéria constitucional contestada pela Tim Celular S/A não ter sido apreciada pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) leva à...

É válida notificação recebida por terceiros no endereço da devedora

É válida a notificação expedida por cartório de registro de títulos e documentos enviada ao endereço indicado pela devedora em contrato, mesmo...

Despacho não substitui protocolo para tempestividade de recurso

Para a verificação da tempestividade de petição, vale apenas o registro do protocolo do tribunal, independentemente de anotação manuscrita de...

Patrimônio de empresa individual e pessoa física têm a mesma natureza

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) restabeleceu sentença de primeiro grau da Justiça de Rondônia que devolve à esposa e filhos um terreno...

Contribuição do salário-educação não é compensável com a previdenciária

Não é possível a compensação entre a contribuição do salário-educação e as contribuições previdenciárias destinadas ao custeio da...

Admitida intimação pessoal da Fazenda Pública feita pelo correio

A exigência da intimação pessoal poderá ser satisfeita por qualquer das modalidades que assegure ao representante judicial da Fazenda Pública o...

Município é responsável por acidente de trânsito devido a falha em semáforo

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) condenou o município de Canoas (RS) ao pagamento de danos materiais a Anilto Klein de Oliveira por acidente de...

Indenização por férias não gozadas de juízes compete ao STF

O ministro Edson Vidigal, presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), determinou que os autos do pedido de suspensão de segurança impetrado...

General Electric não consegue levantar valores de faturamento penhorado

A General Electric do Brasil (GE) não obteve o levantamento dos valores penhorados sobre o faturamento da empresa pedido ao Superior Tribunal de...

Temas relacionados

Julgados

Direito Comercial

Outras matérias

Todas as matérias organizadas por assunto


Central Jurídica

Todos os direitos reservados.

Proibida a reprodução total ou parcial sem autorização.

Política de Privacidade