Gratificação por produtividade só pode ser garantida se houver comprovação

Julgados - Direito Civil - Segunda-feira, 11 de julho de 2005

Executar função, por si só, não garante a servidor público recebimento de gratificação por produtividade individual, pois se sabe que a vantagem requer o preenchimento de determinados pressupostos.

Esse foi o entendimento da 3ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJRS) para dar provimento à apelação interposta pelo Município de Santa Maria contra decisão de 1º Grau que o condenou ao pagamento das contribuições a Agente de Fiscalização II aposentado.

O apelante alega a nulidade do processo pela ausência de intervenção do Ministério Público (MP). Negou haver embasamento legal à pretensão do aposentado, bem como a falta de preenchimento das condições para a percepção da gratificação.

O Desembargador Luiz Ari Azambuja Ramos, relator do recurso no Tribunal de Justiça, destacou que alcançar uma determinada pontuação para aferir produtividade é o principal requisito para que seja conferida a gratificação almejada pelo servidor aposentado.

Essa comprovação não se pode fazer através de prova oral, onde apenas confirmado o exercício da atividade noticiada. Salienta que, dessa forma, não há como suprir a iniciativa do funcionário aposentado, quando ele se descuidou do ônus que lhe cabia.

O Desembargador Nelson Antonio Monteiro Pacheco e o Juiz-Convocado ao TJ Mário Crespo Brum votaram de acordo com o relator.

Matérias relacionadas

Gratificação habitual integra salário e décimo terceiro

As gratificações pagas habitualmente aos trabalhadores têm natureza salarial e devem integrar o décimo-terceiro salário, mas não incidem sobre...

Parte que induziu julgador em erro é multada pelo TST

A Quarta Turma do Tribunal Superior do Trabalho aplicou multa e condenou o Banco Banerj S.A. ao pagamento de indenização correspondente a 20% do...

Trabalho rural e urbano é contado igualmente para aposentadoria

Não é permitida a distinção entre a contagem de tempo de trabalho urbano e rural para fins de complementação de aposentadoria. A declaração...

STJ não julga demissão determinada por presidente de Tribunal de Justiça

O presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro Edson Vidigal, negou seguimento ao mandado de segurança impetrado por Sebastião...

Licitação para equipamentos de informática deve ser por preço e técnica

A Segunda Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) entendeu correta a anulação de edital de licitação da Telecomunicações Brasileiras S/A...

Pagamento de pensão alimentícia retroage à data da citação

A pensão alimentícia requerida em ação de investigação de paternidade acumulada com alimentos retroage à data da citação e não àquela em...

Salário atrasado gera indenização por dano moral

Sofre dano moral o empregado que enfrenta dificuldades financeiras em virtude de atraso no pagamento de salários. Com base neste entendimento, os...

Chamada de relapsa, estilista ganha indenização de R$ 43 mil

O empregado, ao ser submetido ao poder diretivo do empregador, sofre algumas limitações em seu direito à intimidade. Mas, para os juízes da da...

Relação sexual deve ter prova para demissão por justa causa

O ônus da prova da dispensa por justa causa é do empregador. Com base neste entendimento, os juízes da 2ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho...

Autorizada quebra de sigilo bancário de testemunha

A testemunha, embora não seja formalmente parte na relação processual, é considerada sujeito do processo e, portanto, está sujeita ao princípio...

Temas relacionados

Julgados

Direito Civil

Outras matérias

Todas as matérias organizadas por assunto


Central Jurídica

Todos os direitos reservados.

Proibida a reprodução total ou parcial sem autorização.

Política de Privacidade