Diciona

Lavanderia condenada por usar imagem de ex-funcionária em propaganda

Julgados - Direito Civil - Domingo, 31 de Julho de 2005

A juíza Daniela Brandão Ferreira, da 38ª Vara Cível do Rio, condenou uma lavanderia do Catete a pagar uma indenização de R$ 6 mil a uma ex-funcionária que teve sua imagem veiculada em propagandas sem autorização.

Waldenice de Almeida Pereira, que era auxiliar de lavanderia, verificou que, após a sua demissão, sua foto era utilizada em publicidade da Santa Lavanderias feita em estações do metrô.

´É indenizável o dano causado pela reprodução não consentida da imagem da pessoa em material publicitário ou de natureza da pessoa em material publicitário ou de natureza promocional de atividade especulativa, sendo a imagem, inclusive, objeto de proteção constitucional`, afirmou a juíza.

Segundo a magistrada, a autorização não pode ser apenas verbal. Na audiência, Waldenice disse que, se tivesse sido procurada, teria autorizado o uso da imagem por saber que a utilização de fotos deve ser remunerada.






Todos os direitos reservados

Proibida a reprodução total ou parcial sem autorização

Política de Privacidade | Editorial | Contato