Projeto que pune publicitários sofre rejeição

Notícias - Direito do Consumidor - Sexta-feira, 26 de agosto de 2005

A Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática rejeitou o Projeto de Lei 58/03, que pune com multa e com até dois anos de detenção os autores de publicidade enganosa ou abusiva. De autoria do ex-deputado Wilson Santos, o projeto acrescenta um parágrafo ao Código de Defesa do Consumidor (Lei 8078/90).

O código proíbe a propaganda enganosa ou abusiva. O autor do projeto, porém, acredita que falta clareza a respeito de quem deva ser punido.

No entendimento do relator da proposta, deputado Ariosto Holanda (PSB-CE), a penalidade só poderá ser aplicada ao autor da peça publicitária ou à agência de publicidade se eles veicularem informação que sabem ser falsa. Holanda ressaltou que os autores ou a agência "poderão ser inocentados quando a publicidade for elaborada com base em informações fornecidas pelo cliente sem que houvesse a possibilidade de confirmar os dados recebidos".

Ariosto Holanda lembrou que há casos em que, para verificar a veracidade das informações, as agências precisariam manter laboratórios de testes para cada um dos produtos anunciados. Ele mencionou o Código de Defesa do Consumidor para dizer que cabe ao juiz determinar se os autores da campanha publicitária tinham ou não conhecimento de informações que permitissem avaliar se a publicidade era enganosa ou abusiva.

A publicidade enganosa é a informação publicitária total ou parcialmente falsa. Mesmo por omissão de alguma informação, ela pode induzir o consumidor ao erro sobre as características dos produtos.
A publicidade abusiva, por sua vez, possui caráter discriminatório de qualquer natureza. Ela pode, por exemplo, incitar à violência, explorar o medo ou a superstição.

A proposta ainda será analisada pelas comissões de Defesa do Consumidor; e de Constituição e Justiça e de Cidadania. Se aprovada em pelo menos uma dessas comissões, irá a plenário.

Matérias relacionadas

Comissão rejeita gratuidade de ligação interrompida

A Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática rejeitou a proibição da cobrança de ligação telefônica interrompida por...

Ocupação de áreas localizadas em fronteira pode ser legalizada

A Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural aprovou na o Projeto de Lei Complementar (PLP) 151/04, que legaliza a...

Comissão rejeita participação obrigatória em lucros

A Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio rejeitou o Projeto de Lei 4886/05, do deputado Medeiros (PL-SP), que prevê a...

Câmara aprova carga de 30 horas semanais para farmacêutico

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) aprovou o substitutivo da Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público ao...

Comissão aprova regras claras para negócios automotivos

A Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio aprovou o Projeto de Lei 3456/04, do deputado Giacobo (PL-PR), que estabelece...

Dívidas de microempresas podem ter renegociação

A Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio aprovou o Projeto de Lei 4449/04, que autoriza as micro e pequenas empresas a...

Policiais militares podem ter curso de primeiros socorros

A Comissão de Segurança Pública aprovou o Projeto de Lei 2339/03, do deputado Sandro Mabel (PL-GO), que inclui disciplina referente a primeiros...

Construtoras podem ter certificado de qualidade

A Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público aprovou o Projeto de Lei 4585/04, que exige a apresentação de atestado de...

Órgãos públicos podem ter prazo para fornecerem informações

A Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público aprovou o Projeto de Lei 4523/04, da deputada Laura Carneiro (PFL-RJ), que estabelece...

Programa federal de prevenção à osteoporose pode ser criado

A Câmara analisa o Projeto de Lei 5672/05, do deputado Carlos Nader (PL-RJ), que cria o Programa Federal de Combate e Prevenção à Osteoporose. O...

Temas relacionados

Notícias

Direito do Consumidor

Outras matérias

Todas as matérias organizadas por assunto


Central Jurídica

Todos os direitos reservados.

Proibida a reprodução total ou parcial sem autorização.

Política de Privacidade