Coleta de dados para sorteios pode ser proibida

Notícias - Direito do Consumidor - Segunda-feira, 12 de setembro de 2005

A Comissão de Defesa de Consumidor analisa o projeto de lei que proíbe estabelecimentos comerciais de coletar dados pessoais de clientes em fichas ou formulários para fins de sorteio. O PL 2133/03, do João Paulo Gomes da Silva (PL-MG), determina que os sorteios serão sempre realizados por meio de cupons numerados e o canhoto será suficiente para comprovar a participação do cliente.

A proposta também permite a adoção de processos eletrônicos ou qualquer outro meio que não identifique antecipadamente os concorrentes. O projeto ainda torna obrigatória ampla publicidade do número sorteado. O relator, deputado Fernando de Fabinho (PFL-BA), recomenda a aprovação do projeto na forma de substitutivo que exclui do texto a obrigatoriedade de que as promoções sejam realizadas por meio de cupons numerados.

Outra proposta na pauta é o Projeto de Lei 2444/96, do ex-deputado Regis de Oliveira, que estende à empresa que empresta a marca a produtos fabricados ou montados por outros a responsabilidade e a reparação por danos causados aos consumidores em razão de defeitos. A proposta tem parecer favorável da relatora, deputada Zelinda Novaes (PFL-BA).

A comissão ainda pode votar dois projetos de lei – um equipara o usuário de serviços bancários aos consumidores em geral e o outro torna obrigatória a publicidade sobre desconto em caso de pagamento antecipado. A primeira proposta (PL 4889/05), do deputado Celso Russomano (PP-SP), estabelece critérios para caracterizar o usuário de serviços bancários como consumidor, estendendo-lhe assim a proteção oferecida por leis, como o Código de Proteção e Defesa do Consumidor.

Atualmente, os bancos alegam que estão sujeitos apenas à regulamentação aplicada pelo Banco Central. O relator, deputado Luiz Bittencourt (PMDB-GO), recomenda a aprovação da proposta.

Já o projeto sobre pagamento antecipado (PL 5025), do deputado Cabo Júlio (PMDB-MG), determina que estabelecimentos que oferecem crédito ao consumidor exibam, em placas ou cartazes, informações sobre descontos em caso de pagamento antecipado. O relator, deputado Robério Nunes (PFL-BA), apresentou parecer favorável à proposta.

Matérias relacionadas

Direitos humanos vota fim de atenuante para pena de índio

Comissão de Direitos Humanos analisa o Projeto de Lei 3897/04, do deputado Marcos Abramo (PFL-SP), que acaba com a obrigatoriedade da atenuação de...

Projeto de saneamento básico recebe emendas

A Comissão Especial do Saneamento Básico reúne-se amanhã à tarde para analisar as emendas apresentadas em plenário ao Projeto de Lei 5296/05,...

Diversas verbas trabalhistas podem ficar isentas do Imposto de Renda

A Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público analisa vários projetos, entre eles o Projeto de Lei 2041/03, do deputado Walter...

Prazo para concessão de licenciamento ambiental pode ser reduzido

A Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável analisa uma série de propostas, entre elas o Projeto de Lei 4265/04, do deputado Julio...

Audiência discute exame de ordem para exercer a Medicina

O Projeto de Lei 840/03, do deputado Elimar Máximo Damasceno (Prona-SP), que institui o exame de ordem como condição prévia para o exercício da...

Petrobrás e Braspetro respondem solidariamente por adicional

A Terceira Turma do Tribunal Superior do Trabalho manteve a decisão regional que condenou a Petrobrás a pagar adicional de periculosidade a um...

Dirigentes de federação são condenados pela Justiça

O juiz da 4ª Vara Criminal da comarca de Belo Horizonte, Walter Luiz de Melo, condenou cinco dos onze acusados de desvio de verbas destinadas à...

Juiz condena um escriturário por furto e comerciantes por receptação

O juiz da 6ª Vara Criminal de Belo Horizonte, José Dalai Rocha, condenou um escriturário por furto de cartuchos e dois comerciantes por...

Exame de paternidade provoca corrida à Justiça do Rio

O número de pedidos mensais de perícias de exames de DNA para investigação de paternidade encaminhados ao Tribunal de Justiça do Rio vem...

Restaurante condenado por vender lasanha com piaçava

A Turma Recursal dos Juizados Especiais Cíveis do Rio de Janeiro manteve sentença condenando o restaurante Planalto do Chopp, em Jacarepaguá, a...

Temas relacionados

Notícias

Direito do Consumidor

Outras matérias

Todas as matérias organizadas por assunto


Central Jurídica

Todos os direitos reservados.

Proibida a reprodução total ou parcial sem autorização.

Política de Privacidade