Diciona

Automóveis podem ter de utilizar combustíveis produzidos por biomassa

Notícias - Direito Ambiental - Segunda-feira, 19 de Setembro de 2005

A Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável analisa o Projeto de Lei 3960/04, do deputado Enéas (Prona-SP), que determina a substituição dos combustíveis derivados de petróleo pelos produzidos por fontes de biomassa (como óleos vegetais, bagaço de cana e biogás).

De acordo com a proposta, as montadoras de automóveis deverão substituir pelo menos 20% de sua produção a cada ano, de forma a completar o processo em cinco anos. Os veículos fabricados antes da vigência da lei terão os motores adaptados para receber os combustíveis derivados de fontes de biomassa.

O relator da matéria na comissão, deputado Leonardo Monteiro (PT-MG) recomenda a rejeição da proposta. Os integrantes da comissão negociam, no entanto, desde o mês passado, um acordo sobre o projeto antes que a matéria seja votada pela comissão. A proposta, que tramita em caráter conclusivo já foi aprovada pela Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio.

Outra proposta que pode ser votada é o Projeto de Lei 60/03, que cria o Programa Nacional de Reservas para a Preservação Ambiental. De autoria do ex-deputado Wilson Santos, a proposta prevê a compensação econômica para os produtores rurais que destinarem parte de suas propriedades à preservação ambiental. Esse ressarcimento seria feito, entre outras medidas, pela redução do Imposto Territorial Rural (ITR).

O texto, no entanto, conta com parecer pela rejeição, apresentado pelo deputado Fernando Gabeira (PV-RJ). Ele argumenta que a manutenção de espaços de preservação já é obrigação de todo proprietário de terra, como prevê a Constituição Federal. "Não há como estipular qualquer espécie de remuneração ou ressarcimento para que se obedeça à lei", afirma Gabeira. A proposta já foi rejeitada pela Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural.






Todos os direitos reservados

Proibida a reprodução total ou parcial sem autorização

Política de Privacidade | Editorial | Contato