Companhia Energética condenada a indenizar por morte de pedreiro

Julgados - Dano Moral - Segunda-feira, 19 de setembro de 2005

A Sétima Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Minas Gerias condenou a Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) ao pagamento de indenização por danos morais à dona de casa Aletes Moisés Alves pela morte de seu filho por eletrocussão. O valor da indenização foi fixado em 120 salários mínimos.

No dia 29/11/95, no município de Frutal, o pedreiro Milton Baltazar Alves trabalhava em cima de um andaime, rebocando uma parede de um imóvel, juntamente com outras duas pessoas. Um de seus colegas de trabalho solicitou a Milton Baltazar Alves que lhe passasse um instrumento de alumínio. Acidentalmente, Milton Baltazar encostou o instrumento num fio de alta tensão da rede elétrica, recebendo uma descarga elétrica de aproximadamente 8 mil watts e vindo a falecer no local. Na época, o pedreiro contava com 27 anos.

O relator do processo, desembargador Pinheiro Lago, considerou que na ação anterior impetrada pela dona de casa, na qual ela pediu a indenização por danos materiais, já ficou comprovada a responsabilidade da Cemig pelo acidente.

Na decisão publicada em 23/05/00, o Tribunal de Justiça condenou a empresa ao pagamento a Aletes Moisés Alves de 1,5 salários mínimos, até a data em que seu filho completaria 65 anos. Na ocasião, ficou comprovado que a Cemig não cumpriu o a informação dada de que desligaria a rede elétrica para a realização de obras perto da fiação elétrica.

Matérias relacionadas

Administradora condenada a indenizar por bomba em Estádio

A Administradora de Estádios de Minas Gerais (ADEMG) deve responder por danos decorrentes em jogos realizados nos estádios de futebol em Minas...

Farmácia de manipulação condenada por venda de medicamento trocado

A 17ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, condenou uma farmácia de manipulação e uma farmacêutica de Belo Horizonte, a...

Empresa de telefonia proibida de cobrar pulsos excedentes de consumidora

A 16ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Minas Gerais confirmou liminar que impede uma empresa de telefonia fixa de cobrar pulsos excedentes...

Factorings não podem emprestar dinheiro a juros

A 3ª Câmara de Direito Comercial do Tribunal de Justiça de Santa Catarina, em decisão unânime, decretou de ofício a extinção de mais três...

Companhia aérea deve indenizar passageiro por extravio de bagagem

A South African Airways terá que pagar indenização de R$ 10.400,00, a título de dano moral, a Sunny Sele por ter extraviado a sua bagagem quando...

Nome no Serasa custa R$15 mil à administradora de cartões

A Fininvest S/A Administradora de Cartões terá que pagar uma indenização por danos morais de 50 salários mínimos (R$15 mil) a Henrique Domingos...

Número de cursos de direito aumenta 300% em dez anos

Na última década, o Brasil assistiu a uma verdadeira explosão no ensino de direito que atingiu todas as regiões do país. A expansão desenfreada...

Garantida incidência de adicionais em horas extras

A remuneração das horas extraordinárias (serviço suplementar) é composta do valor da hora normal, integrado por parcelas de natureza salarial e...

Anulada cláusula de dissídio que discrimina menores de 18 anos

A Seção de Dissídios Coletivos (SDC) do Tribunal Superior do Trabalho anulou cláusulas de acordo coletivo 1996/1997 homologado entre sindicatos...

Inválida cláusula que condicionava direito de empregada gestante

A Seção de Dissídios Coletivos (SDC) do Tribunal Superior do Trabalho anulou os efeitos de cláusula de acordo coletivo assinado entre...

Temas relacionados

Julgados

Dano Moral

Outras matérias

Todas as matérias organizadas por assunto


Central Jurídica

Todos os direitos reservados.

Proibida a reprodução total ou parcial sem autorização.

Política de Privacidade