Valor do salário-família pode ser vinculado à cesta básica

Notícias - Diversos - Sexta-feira, 7 de outubro de 2005

A Comissão de Finanças e Tributação aprovou o Projeto de Lei 2/95, do ex-deputado e agora senador Paulo Paim (PT-RS), que vincula o valor do salário-família a 25% do custo da cesta básica, medido pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em setembro, a cesta básica em Brasília custava R$ 158,74.

O salário-família é um benefício assegurado aos trabalhadores com salário mensal de até R$ 623,44, para auxiliar na educação dos filhos de até 14 anos incompletos ou inválidos. Têm direito ao benefício os empregados com carteira assinada, que devem pedi-lo às empresas onde trabalham ou aos sindicatos.

Atualmente, o valor do salário-família é de R$ 21,27 por filho para quem ganha até R$ 414,78. Para o trabalhador que recebe de R$ 414,79 até 623,44, o valor do salário-família por filho é de R$ R$ 14,99.

O relator do projeto na comissão, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), apresentou parecer pela adequação financeira e orçamentária do texto e também do substitutivo elaborado pela Comissão de Seguridade Social e Família. Para Eduardo Cunha, a vinculação do benefício possibilitará "o resgate de sua função social ante a população carente brasileira".

O substitutivo da Comissão de Seguridade define que deve ser considerado trabalhador de baixa renda aquele que tenha renda bruta mensal igual ou inferior ao valor correspondente a dez cestas básicas. O substitutivo também amplia para até 16 anos a idade dos dependentes para que o trabalhador tenha direito ao salário-família.

À proposta original, tramitam apensados os PLs 2477/00, 2597/00 e 2598/00, todos rejeitados pelo relator Eduardo Cunha.

O texto tramita em caráter conclusivo e segue para análise da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Matérias relacionadas

Exigência de identificação para compras com cartão sofre rejeição

A Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio rejeitou a apresentação obrigatória de documento de identidade nas compras com...

Empresas organizadoras de eventos podem ter registro obrigatório

A Comissão de Turismo e Desporto aprovou a obrigatoriedade de registro das empresas organizadoras de eventos. A medida está prevista no Projeto de...

Consumidor pode ter mais tempo parar reclamar de produto com defeito

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) aprovou, por unanimidade, o substitutivo da Comissão de Defesa do Consumidor ao...

Profissão de supervisor escolar pode ser regulamentada

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) aprovou o Projeto de Lei 4412/01, do deputado Cezar Schirmer (PMDB-RS), que regulamenta...

Regulamentação ´anti-spam` será debatida pela Câmara

A Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática vai promover audiência pública para debater a gestão da internet no Brasil. O...

Teste vocacional em escolas públicas sofre rejeição

A Comissão de Educação e Cultura rejeitou o Projeto de Lei 5109/05, do deputado Carlos Nader (PL-RJ), que obriga as escolas públicas a realizar...

Taxas sobre conta investimento podem acabar

A Comissão de Finanças e Tributação aprovou o Projeto de Lei 3426/04, do deputado Rodrigo Maia (PFL-RJ), que proíbe a cobrança de qualquer tipo...

Execução de dívida trabalhista pode ter menos rigor para o empregador

A Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio aprovou o Projeto de Lei 5140/05, do deputado Marcelo Barbieri (PMDB-MG), que...

Acordo com Líbano combate tráfico e lavagem de dinheiro

Tramita na Câmara o Projeto de Decreto Legislativo 1914/05, da Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional, que ratifica acordo de...

É possível concurso de agentes sem associação para o tráfico

A Quinta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) entendeu ser cabível a incidência do concurso de agentes quando não configurado o crime de...

Temas relacionados

Notícias

Diversos

Outras matérias

Todas as matérias organizadas por assunto


Central Jurídica

Todos os direitos reservados.

Proibida a reprodução total ou parcial sem autorização.

Política de Privacidade