Diciona

Comissão quer ouvir ministro sobre mudanças no INSS

Notícias - Direito Previdenciário - Quarta-feira, 9 de Novembro de 2005

A Comissão de Fiscalização Financeira e Controle vai convidar o ministro da Previdência e Assistência Social, Nelson Machado, para esclarecer as razões técnicas e operacionais das mudanças provocadas pela reestruturação do regimento do Instituto Nacional de Seguro Social (INSS).

O convite, de autoria do deputado Simão Sessim (PFL-RJ), foi aprovado hoje em reunião da comissão.

A principal preocupação do parlamentar é com a subordinação, técnica e administrativa, das gerências-executivas do INSS no Rio de Janeiro à Gerência Regional de Minas Gerais.

A mudança foi determinada pelo Decreto 5513/05, que alterou a estrutura regimental do órgão.

Sessim informou que a Federação das Associações de Aposentados e Pensionistas do Estado do Rio de Janeiro tem se manifestado "veementemente contra a injustiça" de o Rio de Janeiro não ter sido escolhido para sediar uma Gerência Regional.

De acordo com o parlamentar, é importância do Rio de Janeiro no contexto operacional do INSS é muito grande, pois esse estado é responsável pela segunda maior arrecadação nacional para os cofres da Previdência, no valor de R$ 1,4 bilhão, beneficiando diretamente mais de 2,2 milhões de cidadãos.

Além disso, acrescenta o deputado, o Rio detém estoque superior a R$ 10 bilhões de dívida ativa ajuizada e um total de 195 mil processos distribuídos entre os Juizados Especiais Federais.






Todos os direitos reservados

Proibida a reprodução total ou parcial sem autorização

Política de Privacidade | Editorial | Contato