Câmara esclarece procedimentos sobre pó enviado em carta

Notícias - Direito Médico - Quinta-feira, 21 de julho de 2005

A Câmara dos Deputados divulgou nota oficial em que esclarece os procedimentos adotados com relação à correspondência contendo uma substância estranha recebida na última terça-feira (19) pelo líder do PFL, deputado Rodrigo Maia (PFL), em seu gabinete.

De acordo com a nota, na carta, que foi aberta na mesma terça-feira por funcionários do gabinete do parlamentar, havia pó branco, o que foi comunicado ao Departamento Médico da Câmara (Demed).

O Demed adotou os procedimentos necessários, como o envio da substância para análise microbiológica no laboratório Fiocruz, no Rio de Janeiro, e a descontaminação do gabinete. Os funcionários que tiveram acesso ao documento também foram medicados como medida de prevenção.

O fato foi comunicado à Polícia Federal, que irá investigar o caso. Leia a seguir a íntegra da nota:


Nota à imprensa

Sobre a correspondência contendo substância estranha recebida pelo líder do PFL, Rodrigo Maia (RJ), em seu Gabinete Parlamentar, a Câmara dos Deputados tem a afirmar, no momento:

1. A carta foi encaminhada ao Gabinete Parlamentar (sala 308, Anexo IV), e recebida pelos funcionários na última terça-feira (19 de julho). A carta tinha como remetente apenas a inscrição ´Diretório PFL – Rio de Janeiro`. Nesse mesmo dia ela foi aberta. Nela, constatou-se a presença de um pó branco.

2. Hoje, quinta-feira (21 de julho), no início da tarde, por iniciativa dos funcionários do gabinete, o Departamento Médico da Câmara dos Deputados foi comunicado do fato.

3. O Demed adotou, então, todos os procedimentos previstos pelo Centro de Controle de Doenças (CDC), orgão internacionalmente respeitado como de excelência nesses casos. Entre eles, realizou o devido isolamento da correspondência e o enviou para análise microbiológica, bem como foi realizada a descontaminação do Gabinete.

4. Apesar disso, todos os cinco funcionários do gabinete que tiveram acesso ao documento foram medicados com o mais alto nível de prevenção, como medida de profilaxia. Nenhum deles apresentou qualquer sintoma de anormalidade até o momento.

5. Ao mesmo tempo, foi acionado o Departamento de Polícia Legislativa da Câmara, que, por sua vez, comunicou o fato à Polícia Federal, que irá investigar o caso. O gabinete está sendo periciado.

6. O envelope, devidamente lacrado, foi encaminhado à Secretaria de Saúde do Distrito Federal, que o submeterá a exames mais apurados na Fiocruz, no Rio de Janeiro, por ele possuir laboratórios de excelência para esses casos. Ainda não há previsão da divulgação do resultado dos exames.

7. A Câmara dos Deputados reitera que todas as providências necessárias estão sendo tomadas, em consonância com o senhor Deputado Rodrigo Maia, tanto para o atendimento aos funcionários quanto para a apuração do fato.

Matérias relacionadas

Cargo público poderá depender de exame toxicológico

O Projeto de Lei 5488/05, do Deputado José Divino (PMDB-RJ), torna obrigatória a realização de exames toxicológicos para quem for assumir cargo...

Prevenção às drogas pode ser incluída no currículo escolar

A Câmara analisa projeto de lei do deputado Vicentinho (PT-SP) que determina a inclusão de orientações sobre prevenção do consumo de drogas no...

Ingresso no ensino superior poderá ser por sorteio

A Câmara analisa proposta que cria novas regras para o acesso aos cursos superiores de graduação nas universidades federais.

De acordo com...

Financiamento de moradias para famílias de baixa renda pode ser criado

A criação de um programa de habitação social, com financiamento de moradias para famílias de baixa renda, está prevista no Projeto de Lei...

Projeto limita propaganda eleitoral nas ruas

Tramita na Câmara o Projeto de Lei 5466/05, do ex-deputado Zarattini (PT-SP), que proíbe a fixação de propaganda eleitoral em postes de...

Projeto antecipa julgamentos nos Juizados Especiais no Rio de Janeiro

Quem está processando uma grande empresa no Rio de Janeiro pode ver seu conflito resolvido antes do que esperava. Um projeto da Corregedoria-Geral...

Propaganda de crédito pode ter que mostrar taxa de juros

A Câmara analisa o Projeto de Lei 5402/05, do deputado Eduardo Paes (PSDB-RJ), que altera o Código de Defesa do Consumidor (Lei 8.078/90) para que...

Pena para condenado por corrupção pode aumentar

A Câmara analisa o Projeto de Lei 5491/05, que aumenta o prazo de suspensão dos direitos políticos dos condenados por corrupção. Apresentada...

Reconhecimento de filhos fora do casamento pode caber à vara de família

A Câmara está analisando o Projeto de Lei 5428/05, do Senado Federal, que atribui às varas de família a investigação de paternidade dos filhos...

Cultura regional pode ser incluída no currículo escolar

A Câmara analisa o Projeto de Lei 5434/05, apresentado pelo deputado Eduardo Gomes (PSDB-TO), que inclui o ensino da arte e da cultura regional no...

Temas relacionados

Notícias

Direito Médico

Outras matérias

Todas as matérias organizadas por assunto


Central Jurídica

Todos os direitos reservados.

Proibida a reprodução total ou parcial sem autorização.

Política de Privacidade