Comissão aprova mudanças no quadro da Aeronáutica

Notícias - Direito Militar - Segunda-feira, 15 de agosto de 2005

A Comissão de Finanças e Tributação aprovou o Projeto de Lei 3969/04, do Poder Executivo, que fixa o efetivo da Aeronáutica em tempos de paz em 8.242 oficiais. Serão 87 generais, 2.455 oficiais superiores e 5,7 mil oficiais intermediários e subalternos. Pela proposta, a Aeronáutica terá ainda 26,2 mil suboficiais e sargentos, 31 mil cabos e soldados e 2 mil taifeiros.

O projeto reduz o quadro de pessoal da Aeronáutica em 1 mil cabos e soldados, e em 3,2 mil taifeiros. Em contrapartida, cria 11 novos cargos privativos de oficiais-generais (um do último posto, dois do intermediário e oito do primeiro posto); 375 de oficiais superiores; 200 de oficiais intermediários e subalternos; e 1 mil de suboficiais e sargentos.

O objetivo da medida, segundo mensagem do então ministro da Defesa, José Viegas Filho, que encaminhou o texto ao Congresso, é adequar o perfil do pessoal militar da Aeronáutica às demandas resultantes da criação do Ministério da Defesa e da implantação do Sistema de Vigilância da Amazônia (Sivam).

Ao recomendar a aprovação do projeto, o relator Feu Rosa (PP-ES) ressaltou que o Plano Plurianual para o período 2004/2007 não contém programa ou ação específica vinculados ao projeto. Ele lembrou ainda que a Lei de Diretrizes Orçamentárias para 2005 não contém restrições à ação pretendida e que a medida também não afetaria o orçamento deste ano.

A proposta, que tramita em caráter conclusivo, ainda será examinada pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Matérias relacionadas

Obesos podem ter atendimento prioritário

A Comissão de Seguridade Social e Família aprovou o Projeto de Lei 320/03, do deputado João Castelo (PSDB-MA), que estende aos obesos a prioridade...

Limites de uso do agrotóxico glifosato pode ser reduzido

A Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável poderá votar, entre outras propostas, o Projeto de Decreto Legislativo 499/03, que reduz...

Publicações oficiais poderão conter mensagens educativas

Os poderes Executivo, Legislativo e Judiciário poderão ser obrigados a incluir textos com campanhas educativas e de esclarecimentos na área da...

Aumento do mínimo para R$ 384 entra na pauta do Plenário

A discussão do valor do salário mínimo deve entrar na pauta do Plenário amanhã, quando os deputados votarão o texto do Senado para a Medida...

Embarcações Estrangeiras podem ter registro obrigatório

A Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional poderá votar o Projeto de Lei 4746/05, do Poder Executivo, que torna obrigatório o...

Comissão rejeitada incentivo a quem contratar idoso e deficiente

A Comissão de Seguridade Social e Família rejeitou na o Projeto de Lei 1412/03, do deputado Carlos Nader (PL-RJ), que determina a concessão de...

Transportador rodoviário de passageiros pode ter novas responsabilidades

A Comissão de Viação e Transportes aprovou o Projeto de Lei 1585/03, do deputado Wellington Fagundes (PL-MT), que define as responsabilidades do...

Juiz gaúcho descumpre decisão judicial do STJ

Em decisão inédita, o Superior Tribunal de Justiça decidiu noticiar ao Ministério Público Federal o descumprimento, por parte de um juiz de...

Prestadoras de serviços poderão fornecer declaração anual de quitação

A Comissão de Defesa do Consumidor aprovou, na semana passada, o Projeto de Lei 4701/04, do Senado Federal, que obriga escolas e empresas...

Corretoras podem pagar ISS sobre o número de profissionais

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) aprovou o substitutivo do deputado Wilson Santiago (PMDB-PB) ao Projeto de Lei...

Temas relacionados

Notícias

Direito Militar

Outras matérias

Todas as matérias organizadas por assunto


Central Jurídica

Todos os direitos reservados.

Proibida a reprodução total ou parcial sem autorização.

Política de Privacidade