Diciona

Santos Dumont pode ter título de Herói da Pátria

Notícias - Diversos - Quinta-feira, 1 de Setembtro de 2005

A Comissão de Educação e Cultura aprovou ontem a inclusão do nome de Alberto Santos Dumont no Livro dos Heróis da Pátria. A proposta consta do Projeto de Lei 1711/03, do Senado. Segundo o relator da matéria na comissão, deputado Lobbe Neto (PSDB-SP), que apresentou parecer favorável, a iniciativa faz justa homenagem à memória de Santos Dumont, considerado o pai da aviação. O parlamentar apresentou emenda para acrescentar a inscrição "Marechal-do-Ar Alberto Santos Dumont, o Pai da Aviação", no livro.

O avião 14-Bis, projetado e pilotado por Santos Dumont, realizou o primeiro vôo no dia 23 de outubro de 1906, em Paris, fato considerado marco para o desenvolvimento da aeronáutica e da aviação no mundo ocidental. Ele já recebeu homenagem com a publicação da Lei 7243/84, que confere a Alberto Santos Dumont o título de patrono da Aeronáutica Brasileira, ao reconhecer suas ações como referencial para a aviação nacional.

O Livro dos Heróis da Pátria encontra-se em Brasília, no Panteão da Pátria, construído em 1986 na Praça dos Três Poderes em homenagem ao ex-presidente Tancredo Neves. No livro já estão inscritos os nomes de Tiradentes, Marechal Deodoro da Fonseca, Zumbi dos Palmares, D. Pedro I, Plácido de Castro e Duque de Caxias. O nome de Santos Dumont aguarda o fim da tramitação, assim como o de Frei Caneca, Getúlio Vargas, Padre Anchieta, Barão do Serro Azul, José Bonifácio, Osvaldo Cruz, Vital Brasil, Carlos Gomes, Joaquim Nabuco, Chico Mendes e Ana Néri, entre outros.

O projeto, que tramita em caráter conclusivo, também já foi aprovado pela Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público, mas ainda será analisado pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania. Como o texto foi aprovado com emenda na Comissão de Educação e Cultura, voltará ao Senado.






Todos os direitos reservados

Proibida a reprodução total ou parcial sem autorização

Política de Privacidade | Editorial | Contato