Porte de arma por juiz, promotor e procurador poderá ser limitado

Notícias - Direito Penal - Quinta-feira, 16 de junho de 2005

A Câmara está analisando projeto do deputado Roberto Gouveia (PT-SP) que exige autorização legal para a concessão de porte de arma a juízes, procuradores e promotores.

A proposta (PL 5048/05) altera o Estatuto do Desarmamento, que não inclui os magistrados entre as categorias profissionais que têm autorização automática para portar armas.

Com a omissão, eles ficam submetidos às leis orgânicas da Magistratura Nacional e do Ministério Público, que garantem o porte de arma de defesa pessoal pela categoria.

Se o projeto for aprovado pelo Congresso, os magistrados só terão direito a porte de arma de fogo se atenderem às exigências do Estatuto do Desarmamento, entre as quais a aprovação em exames psicológico e prático e o pagamento de taxa de R$ 300.

A autorização quase incondicionada do porte de arma de fogo por magistrados fere o princípio constitucional da igualdade, argumenta Roberto Gouveia. Segundo ele, o projeto submete essas autoridades às mesmas regras previstas para os brasileiros que não precisam de armas para o desempenho de suas funções.

Na Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado, a matéria aguarda parecer do relator, deputado Paulo Rubem Santiago (PT-PE). Se aprovado, o projeto será analisado em caráter conclusivo pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Matérias relacionadas

Medida Provisória altera diversas regras previdenciárias

O Plenário aprovou nesta quarta-feira a Medida Provisória 242/05, que altera as regras de concessão do auxílio-doença e de acesso a outros...

Comissão aprova marido de policial militar como dependente

A Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado aprovou substitutivo do deputado Cabo Júlio (PMDB-MG) ao Projeto de Lei 3681/00, do...

Segurança aprova imposto maior para produto violento

A Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado aprovou há pouco o Projeto de Lei 2332/03, do Senado, que acaba com benefícios...

Secretário sugere cadastro único para microempresa

O secretário da Fazenda da Bahia e coordenador de secretários de Fazenda no Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz), Albérico Machado...

Projeto corrige confusão de termo no Código Civil

Tramita na Câmara o Projeto de Lei 5160/05, do deputado Pompeo de Mattos (PDT-RS), que altera a palavra ´comissão` por ´comistão`, no título da...

Alimentos de origem animal poderão ter advertência

As embalagens de alimentos de origem animal terão que informar, de maneira clara e compreensível, a presença de ingredientes como leite, carne,...

Projeto define títulos de dívida que podem ser protestados

A Câmara analisa o Projeto de Lei 5185/05, que define quais são os títulos e documentos de dívida sujeitos a protesto e seus efeitos.

A...

Aprovadas novidades na negociação coletiva

A Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público aprovou nesta manhã o substitutivo do deputado Tarcísio Zimmermann (PT-RS) ao Projeto...

Segurança em julgamentos pode ser fortalecida

Tramita na Câmara o Projeto de Lei 5262/05, da deputada Juíza Denise Frossard (PPS-RJ), que prevê a ampliação da segurança da vítima, das...

Contratação de perito não-concursado pode ser proibida

O Projeto de Lei 4325/04, que proíbe o uso dos serviços de peritos não-oficiais, foi aprovado na Comissão de Trabalho, Administração e Serviço...

Temas relacionados

Notícias

Direito Penal

Outras matérias

Todas as matérias organizadas por assunto


Central Jurídica

Todos os direitos reservados.

Proibida a reprodução total ou parcial sem autorização.

Política de Privacidade