Homem preso indevidamente deve ser indenizado pelo Estado

Julgados - Direito Civil - Quinta-feira, 21 de julho de 2005

A 9ª Câmara Cível do TJRS condenou o Estado do Rio Grande do Sul a indenizar homem, preso indevidamente por agentes policiais. O julgamento ocorreu na tarde de hoje (20/7) e a decisão, unânime, reforma sentença de 1º Grau que negou a reparação.

O colegiado determinou o pagamento de 80 salários mínimos por danos morais. Já o ressarcimento por dano material deve corresponder ao desembolso comprovado em documentos, atualizado pelo IGP-M. Os juros incidirão a contar do fato.

Para o relator do processo, Desembargador Adão Sérgio do Nascimento Cassiano, não há dúvida de que o Estado agiu com negligência, imprudência e que o demandante sofreu graves constrangimentos em decorrência dessa conduta culposa. ´O Estado está obrigado a indenizar o particular quando, por meio de atuação dos seus agentes, prende ou detém ilegalmente o indivíduo`. O ente estatal, frisou, ´tem o dever de respeitar integralmente os direitos subjetivos constitucionais assegurados ao cidadão, especialmente, o de ir e vir`.

O autor da ação foi preso duas vezes. Na primeira detenção, ocorrida em janeiro de 1998, dois policiais compareceram à Imobiliária em que ele trabalhava e o levaram escoltado à Delegacia, apresentando Mandado de Prisão, que já estava revogado desde 6/11/97. Foi preso novamente, em janeiro de 2002, apesar de a denúncia contra o mesmo, por roubo qualificado, ter sido julgada improcedente em 29/08/00. Não restou provada a acusação de sua participação em assalto à agência do Banco do Brasil, em 4/7/97.

O magistrado salientou, ainda, que a revogação do Mandado de Prisão só foi registrada no ´Sistema de Procurados` da Polícia, em 4/4/02. Reforçou, por fim, que a análise do conjunto probatório dos autos demonstra que o apelante foi injustamente indiciado e preso indevidamente.

Acompanharam o voto do relator os Desembargadores Íris Helena Medeiros Nogueira Odone e Sanguiné.

Matérias relacionadas

Imobiliária que não urbanizou loteamento como previsto deve indenizar

Consumidor que adquiriu imóvel em loteamento e não teve as obras de urbanização do local realizadas, conforme contratadas, tem direito a...

Advogado particular do INSS pode atuar onde há agência

A Quinta Turma do Tribunal Superior do Trabalho reconheceu a prerrogativa de o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) valer-se de advogados...

Confirmada incidência de juros de mora em precatório

A Quarta Turma do Tribunal Superior do Trabalho, em decisão unânime, reconheceu a incidência de juros de mora sobre o pagamento atrasado de...

Fiat não obtém liminar que suspenda processo pela morte de Chico Science

A Fiat Automóveis S/A não conseguiu, no Superior Tribunal de Justiça, a liminar que pediu para conceder efeito suspensivo ao recurso especial que...

Itinerário indevido gera cobrança a autor da ação

A 4ª Turma de Recursos de Criciúma, em Santa Catarina, confirmou na íntegra decisão do juiz Luiz Fernando Boller, titular do Juizado Especial...

Hospital terá que indenizar por ter dado como morta paciente que estava viva

A Prefeitura do Rio de Janeiro foi condenada, por unanimidade, pela 17ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça a pagar indenização de R$ 30 mil...

Garantida reintegração de empregado soropositivo

A Primeira Turma do Tribunal Superior do Trabalho confirmou, por unanimidade, o direito à reintegração no emprego a um portador do vírus HIV, ao...

Recurso de revista encaminhado por e-mail será examinado pelo TST

A Primeira Turma do Tribunal Superior do Trabalho, conforme o voto do ministro Lélio Bentes Corrêa, garantiu o exame de um recurso de revista...

Afastada legitimidade de câmara municipal em ação trabalhista

A Segunda Turma do Tribunal Superior do Trabalho rejeitou (não conheceu) recurso da Câmara Municipal de Santos (SP) por considerá-la parte...

Habeas-corpus não é via legal adequada para contestar prova pericial

O presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro Edson Vidigal, negou um habeas- corpus para um agricultor condenado a doze anos e seis...

Temas relacionados

Julgados

Direito Civil

Outras matérias

Todas as matérias organizadas por assunto


Central Jurídica

Todos os direitos reservados.

Proibida a reprodução total ou parcial sem autorização.

Política de Privacidade