Bens do Estado ou da União não podem ser dispostos pelo Município

Julgados - Direito Constitucional - Terça-feira, 30 de agosto de 2005

Por entender que o Município é incompetente para dispor sobre bens de outras entidades, como o Estado e a União, o Órgão Especial do TJRS declarou a inconstitucionalidade de dispositivos da Lei nº 4.851/03 que regulamentavam a concessão de título de direito de uso especial de imóveis públicos.

Toda a pessoa que, até 30/6/01, possuísse como seu, por cinco anos, ininterruptamente e sem oposição, até 250 m² de imóvel público situado em área urbana, utilizando-o para sua moradia ou de sua família, desde que não fosse proprietário ou concessionário, a qualquer título, de outro imóvel urbano ou rural, situado ou não no Município, poderia ser beneficiada pela legislação.

O artigo 5º da Lei incluiu os bens da União e do Estado dentre os atingidos pela possibilidade da concessão especial de uso.

A Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADIn) foi proposta pelo Procurador-Geral de Justiça.

Para o relator, Desembargador Vasco Della Giustina, o Ministério Público tem razão em seu parecer: “(...) em que pese a competência administrativa do Município para a autorização de direito de uso de imóveis públicos, não lhe cabe dispor sobre o patrimônio da União ou do Estado”.

O magistrado considerou que o Município editou normas sobre matéria estranha à sua competência legislativa, em desrespeito à autonomia dos demais entes federativos.

A decisão foi unânime e tomada em sessão do julgamento realizada nesta segunda-feira (29/8).

Matérias relacionadas

Ordem judicial não gera dano moral

O cumprimento de uma ordem judicial, sem abuso, é ato lícito e, portanto, não pode gerar indenização por dano moral. Este é o entendimento da...

Município não pode parcelar títulos devidos por vereadores

O Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul declarou, por unanimidade, a inconstitucionalidade da Lei nº 125/02, do Município...

Tribunal aumenta indenização a rapaz atingido por bala perdida

A 9ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJRS) majorou, por unanimidade, indenização por dano moral devida a rapaz...

Juíza nega indenização a consumidora e critica indústria do dano moral

“Para fazer jus à reparação de danos morais, não basta alegar prejuízos aleatórios ou em potencial, é necessária a comprovação do dano...

Itaucard deverá limitar cobrança de juros do cartão Visa

Foram declaradas nulas cláusulas do contrato padrão de cartão de crédito (Bandeira Visa), que estabelecem juros remuneratórios acima de 12% ao...

Banco condenado a indenizar por roubo em seu estacionamento

A instituição financeira é responsável pelos danos causados a cliente que teve dinheiro roubado dentro das dependências da agência bancária. ...

Cargo de confiança bancário não exige subalternos

A Quarta Turma do Tribunal Superior do Trabalho, em voto relatado pelo ministro Antonio Barros Levenhagen, acolheu recurso do Santander Meridional...

Alegações de prova falsa e má-fé contra gerente são rejeitadas

A Seção Especializada em Dissídios Individuais (SDI-2) do Tribunal Superior do Trabalho rejeitou recurso da Companhia Jordan de Veículos, de...

Hospital terá de pagar horas extras por aumento de jornada

A Subseção 1 Especializada em Dissídios Individuais do Tribunal Superior do Trabalho (SDI-1) restabeleceu uma decisão do Tribunal Regional do...

Consumidor não pode pleitear repetição de indébito na substituição tributária

A Segunda Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) indeferiu pedido da empresa Transportadora Colorado Sul Ltda., que pretendia ver reconhecido o...

Temas relacionados

Julgados

Direito Constitucional

Outras matérias

Todas as matérias organizadas por assunto


Central Jurídica

Todos os direitos reservados.

Proibida a reprodução total ou parcial sem autorização.

Política de Privacidade